Sorria quando puder, chore quando precisar

Infelizmente, a nossa sociedade não nos permitir chorar. É como uma espécie de tributação obrigatória a qual nos submetemos quando queremos que os outros tenham uma boa imagem de nós.

No entanto, nos permitirmos expressarmos nossas emoções é uma fonte de libertação que temos de aproveitar. Devemos nos livrar desse “eu interior” que continua a repetir que adultos e pessoas fortes não choram.

Depois da tempestade sempre vem a bonança

Você tem que estar ciente de que tudo é passageiro. Ou seja, embora a escuridão envolva você, gradualmente verá a luz. Isto irá permitir-lhe apreciar a paz ao esvaziar-se.

Para termos um pouco mais de compreensão de nossas emoções e suas diversas manifestações, basta aproximar-se das expressões (ou nenhuma expressão) que realizamos. Então, temos que parar e pensar se o que nos incomoda está no exterior ou, pelo contrário, dentro de nós.

Sabemos que esconder nossa dor é parte de uma série de mecanismos de defesa que usamos como escudo, mas ao tentarmos nos protegermos “do que os outros pensam”, estamos afundando a nossa identidade e nos sabotando.


As emoções não são superadas

Não temos que tentar superarmos a nossa tristeza, nem devemos pensar que ela o fará. Então, não devemos entrar em conflito com os nossos sentimentos. Se pensamos bem, é bastante improdutivo lutarmos contra nós mesmos.

“Temos que desaprender o que a sociedade nos ensinou e abraçarmos nossos demônios, pois eles não são os vilões da história.”

Não se trata de expressarmos nossas emoções de uma forma ou de outra, já que todo mundo tem sua própria maneira de exteriorizar seus sentimentos; se trata de as valorizarmos como mensageiras do que é difícil de colocar em palavras.

Com vão nos acompanhar sempre, temos que aceitá-las e nos relacionarmos com elas naturalmente, sem forçar, ligando-as ao nosso corpo.


Não aprisione suas emoções, experimente-as

É provável que em mais de uma ocasião você tentou conter suas emoções entre quatro paredes mentais. Talvez o que você conseguiu tenha parecido uma pequena vitória.

No entanto, é possível que, ao fazer isso, você esteja alimentando uma série de emoções nocivas. Na verdade, embora a tristeza seja saudável, se você acumulá-la, as coisas podem ficar complicadas e até mesmo se tornarem depressão.

Em outras palavras, tudo em excesso é ruim. Ou seja, você tem que ouvir a raiva, tristeza e alegria com a mesma frequência.

“Liberte suas emoções e ouça a mensagem que querem te transmitir. Se você não fizer isso, vai gerar um fardo que irá resultar em uma prisão emocional que bloqueará suas reações.

 Então sorria quando puder e precisar, mas não se esqueça que suas lágrimas também devem emergir de tempos em tempos para te ajudarem a ver de forma mais clara a vida e, acima de tudo, o seu interior.”

 






COMENTÁRIOS