Solar ou Só lar?

Já acordei fazem uns quinze minutos, talvez façam até vinte, estou aqui, na cama cuidando meticulosamente para não fazer qualquer tipo de barulho, eu sei, você tem o direito de me cobrar um desejo de bom dia, com toda a energia que eu possuo, para começarmos o dia de uma forma mais feliz e animada. Porém, ao invés disso, estou aqui, deitado ainda, te admirando fixamente, é impressionante como você fica linda nesse cetim branco que, cuidadosamente, descreve cada curva do seu corpo.

Não sei o que você está pensando enquanto afasta a persiana com os dedos para ver o tempo lá fora, pode ser que você esteja imaginando nós dois correndo na praia, em um incansável “pega-pega”, igual aqueles de criança, por um motivo simples ou bobo, alguma frase que no futuro próximo nos fará dar gargalhadas; quem sabe o teu pensamento não esteja simples assim, do outro lado da rua, vai que ele esteja naquele futuro distante: “Filha, olha quem chegou!” , “O Papai!”, e então eu abro a porta e lá estão vocês, as duas mulheres da minha vida me esperando, mostrando porque cada dia que passa, o nosso valor e a nossa felicidade só aumentam. Sei que, de meu pensamento, estou aqui, observando com toda certeza, a mulher da minha vida; que me ensinou que duas pessoas podem enfrentar qualquer dificuldade melhor do que apenas uma e ainda me mostrou que para dificuldade vencida, a glória de celebrar pode vir em dobro.

Amor, fique aí parada, mais alguns instantes, eu não consigo cansar de te olhar, esteja pensando o que for; prometo que daqui a pouco eu vou levantar daqui, te dar aquele abraço seguro e desejar o seu “bom dia”; prometo mais, quem saiba a gente até dance essa música lenta que está tocando na minha cabeça, sem preocupação alguma, apenas por diversão. Quem sabe eu te faça cócegas e te carregue de volta para a nossa cama, pois é aqui que irei lhe trazer o café da manhã hoje. Me espere aí, com esse gratificante sorriso, hoje é meu dia de te agradecer, não só por essa alegria contagiante do dia de hoje, mas pelo fato de ter me deixado te amar.

Escrito por Bryan Gabriel, colunista do Sábias Palavras.
Escritores3-01-01

FONTESábias Palavras
TEXTO DEBryan Gabriel
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS