Será bonita aos 30, adorável aos 40 e sempre irresistível

Você será irresistível sempre, porque ser bonita não depende da idade. Depende de si mesmo e da forma como tratamos nossos sentimentos. Na verdade, temos o péssimo costume de julgar com base na beleza o valor de nós mesmos e dos outros.

A imagem corporal é uma construção psicológica, ou seja, um conjunto de percepções que constituem a visão e a representação de nosso corpo. Não é exatamente como vemos, há também os sentimentos de como nos vemos quando nos olhamos e o quanto valorizamos nossa essência corporal.
Ocorre que é comum lutar contra nossa imagem corporal ou nos sentirmos incomodados com ela, assim como criar sentimentos negativos em relação a partes de nosso corpo ou mesmo pelo conjunto inteiro.
Somos muito mais que um recipiente e que as idealizações baseadas nas expectativas do que achamos que é bonito. Essas expectativas obedecem a padrões e ao aprendizados do que habitualmente é imposto a nós pelas mídias sociais e pelas pessoas a nossa volta.

O “efeito aura” e o feitiço da beleza

Muitas vezes ocorre uma ideia de que a imagem corporal se liga ao chamado “efeito aura“. Segundo esse efeito, atribuímos às pessoas que nos parecem belas qualidades positivas de personalidade.
Essa espécie de atalho mental funciona como um feitiço psicológico, pois nos atrevemos a generalizar que aquela pessoa que achamos bonita será muito mais simpática, honrada e decente do que aquela que tem outra aparência.
Talvez esse ponto nos convide ainda mais a perseguirmos o ideal de beleza que nós mesmo construímos. Desse modo, quanto mais nos afastamos desse ideal, por exemplo quando envelhecemos, mais características pessoas negativas atribuímos a nós mesmos. Nesse sentido, posto que a sociedade nos indica que as rugas não são belas, como crer que envelhecer é algo positivo?
O “efeito aura” é, sem dúvida, uma das questões de maior peso para que nos sintamos infelizes em relação ao nosso corpo quando envelhecemos.

O encanto da beleza madura

A beleza madura não tem que invejar em nada a beleza da juventude, porque as duas são bonitas e são belezas independentemente da época da vida que se está atravessando.
Dado que a formação da imagem corporal é um processo em contínua mudança, devemos prestar atenção para que as expectativas negativas sobre o envelhecimento não façam qualquer dano ou não modifiquem de maneira negativa a aceitação que temos por nosso corpo.
Para isso, sentir-se irresistivelmente bela é uma experiência muito pessoal que depende de nossas atitudes, nossos pensamentos, nossos sentimentos, nossos valores e nossos comportamentos.

O que percebemos, imaginamos, sentimos e como atuamos sobre nosso corpo determina como nos comportamos e como pensamos sobre nós mesmos e sobre os outros. Se temos uma imagem corporal negativa:

  • Valorizamos de uma forma equivocada os corpos alheios e vemos partes de nosso corpo diferentemente do que realmente são.
  • Estaremos convencidos de que só as outras pessoas podem ser atraentes, valorizaremos a imagem do outro como reflexo do êxito e do valor pessoal, ao mesmo tempo em que ignoraremos as qualidades positivas de nós mesmos.
  • Teremos vergonha de nosso corpo.
  • Sentiremos ansiedade por nosso corpo.
  • Não nos aceitaremos e nos sentiremos emocionalmente desequilibrados.

Ao contrário, quando temos uma imagem corporal positiva, compartilharemos as seguintes características:

  • Uma percepção verdadeira e clara do nosso corpo.
  • Entendemos que o aspecto físico de uma pessoa diz muito pouco sobre seu caráter e valor pessoal.
  • Sentiremos segurança em nós mesmos e teremos uma autoestima saudável.

O segredo está em vencer o medo da nossa imagem corporal

Se consideramos que nossa imagem corporal é negativa, podemos fazer algumas coisas para mudar essa situação. Lembremos sempre que a imagem corporal negativa não é como realmente somos, mas como nos sentimos em relação ao nosso corpo.

Para modificar a negatividade podemos falar com alguém de confiança sobre como nos sentimos a respeito de nosso corpo ou pedir ajuda profissional, como por exemplo a um terapeuta.

Devemos recordar que o mundo nos mostra definições muito limitadas de beleza, e que a saúde e a aparência são duas coisas muito distintas. Por isso, é primordial tratar bem tanto nosso corpo quanto nossa mente, pois só assim teremos sucesso em amar a nós mesmos.

FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS