Se for pra ter alguém…

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te acalme no meio das suas crises e que até te irrite quando tudo parecer tedioso demais.

Se for pra ter alguém, que vocês gostem de estar juntos nos lugares bacanas e nos programas de índio e que ele/a deixe qualquer ambiente melhor.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que queira te ver sempre sorrindo e que se esforce para que você tenha ainda mais motivos pra isso.

Se for pra ter alguém, que vocês não dividam somente uma simples cama, mas os problemas, os sonhos e os pequenos detalhes insignificantes do dia a dia.

Se for pra ter alguém, que vocês tenham química, mas também física, matemática e, principalmente, muito romance e história pra viver e contar.

Se for pra ter alguém, que vocês se deem bem na maior parte do tempo, porém, discutam às vezes porque isso é sinal que se importam em fazer dar certo.

Se for pra ter alguém, que vocês se interessem com o que são quando ninguém mais está vendo e que as demonstrações públicas de afeto jamais sejam o objetivo do relacionamento.

Se for pra ter alguém, que vocês combinem, mas que sejam cheios de defeitos porque o que parece perfeito já começou errado.

Se for pra ter alguém, que ele não te faça derrubar lágrimas se não for de alegria, que te dê carinho gratuito em abundância e que você não precise pedir atenção ou ir atrás porque sentirá que estão indo juntos na mesma velocidade e direção.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te abrace forte, que te faça querer ser melhor pra todo restante do mundo e que você confie sem precisar estar junto ou pensar em fuçar no celular.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te apoie nas noites de estudos e que mesmo não entendendo nada do assunto te ajude, nem que seja com uma boa xícara de café e um ‘Vai dar tudo certo’.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que goste da família, que trate bem os pais e que seja generoso com os que têm menos porque se uma pessoa parece ser legal apenas com você ou pra quem convém, ela não é legal, é interesseira.

Se for pra ter alguém, que vocês não precisem gostar dos mesmos filmes e músicas, mas que aceitem negociar para que ambos desfrutem dos seus gostos e da boa companhia.

Se for pra ter alguém, que não seja alguém que necessite enviar um helicóptero pra jogar pétalas de rosas na sua rua e sim que te surpreenda com uma tentativa de prato bonito, com um ingresso, com um chocolate, com um bilhete na bolsa, com uma mensagem de ‘vi isso e lembrei de você’, com um beijo inesperado e com um abraço que não soluciona, mas conforta como nenhuma outra coisa.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te valorize, que te ajude a crescer, que te faça se sentir livre e que se orgulhe de cada uma das suas pequenas conquistas individuais.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te faça pensar, que te desafie, que te inspire e que desperte um sorriso a cada chegada e uma vontade de estender o tempo próximo a cada partida.

Se for pra ter alguém, que ele tenha vida própria, dias de cerveja apenas com os amigos, cafés da tarde com a família, preocupações com o trabalho e que te fale sobre assuntos que você não domina, pois uma relação que as partes não têm individualidade só tende a ficar chata e desinteressante.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que seja parceira/o, mas que também te deixe sozinho/a pra você organizar seus pensamentos e aprender a valorizar todos os seus encontros.

Se for pra ter alguém, que seja alguém que te deixe à vontade, que te tire, aos poucos, o medo de demonstrar, de contar, de exagerar, de errar, de chorar, de rir, de ser você mesmo.

Se for pra ter alguém, que seja pra se orgulhar, que seja pra admirar, que seja pra valorizar e que não espere perder pra se dar conta.

Se for pra ter alguém, que não seja necessário mais ninguém. Se for pra ter alguém, que seja alguém que você não tenha – e nem queira ter -, mas que, mesmo assim, todos os dias insista em sentir falta do seu abraço em meio a todos os outros 7 bilhões de abraços do mundo.






COMENTÁRIOS