Relacionamentos abusivos

A Julia Tolezano do canal Jout Jout postou um vídeo maravilhoso sobre relacionamentos abusivos e eu resolvi abordar o tema. Os relacionamentos abusivos são mais comuns do que imaginamos e muitas mulheres acabam sofrendo em silêncio, com medo de ficarem sozinhas ou porque amam demais estes homens.
E agora você me pergunta: como posso saber se estou neste tipo de relacionamento? Vou te dar 4 dicas que podem ajudar! ?

1. Você está sempre errada: vamos supor que o seu companheiro(a) faça algo que lhe desagrade ou que aparentemente está errado. No meio de um diálogo você expõe aquela situação. E então, ele diz que a errada da história é você, suas provocações, suas ações que geram as consequências.

2. Escassez de elogios: quando foi a última vez que ele(a) te fez um elogio? Ultimamente ele só fala das sua aparência e do quanto você deveria se cuidar. De tanto ele(a) evidenciar isso, você passa a se achar o ser humano mais feio do universo?

3. Controle excessivo: nas entrelinhas do controle excessivo já podemos incluir a questão do ciúmes ok? Seu companheiro(a) enxerga rivais em todos os cantos possíveis. Ele te liga ou manda whatsapp a todo momento querendo saber onde você está. Se sua resposta não vier imediatamente, você automaticamente está traindo ele ou falando com alguém mais importante.

4. Você está distante dos amigos: seus amigos vivem reclamando que você está distante? É hora de repensar esse ponto do seu relacionamento e entender a razão desse afastamento. Seu companheiro(a) não deve ser o seu único amigo, é saudável ter um tempo para sair com seus amigos mais próximos.

Lembrando que relacionamentos abusivos não são apenas violentos, mas sim aquele que envolve algum tipo de abuso – seja ele físico, emocional ou psicológico. Você não precisa esperar ter um olho roxo para perceber que é a hora de terminar com esse sofrimento, ok?

Confira o vídeo:

 

FONTEPapo Aberto
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS