Recebemos da vida aquilo que lhe damos

É assim que a natureza é? Não é verdade? A natureza é uma celebração da vida fluindo, evoluindo no momento presente e atuando sua evolução, simplesmente sendo, hoje veremos como nos entregar confiantes ao momento e à vida, sendo mais natural.

Um professor estava viajando através do deserto com um de seus discípulos. Ao cair a noite, eles pararam e montaram uma barraca para dormir. A tarefa do discípulo era amarrar o camelo, mas não se incomodou e o deixou solto do lado de fora da barraca. Em vez disso, ele sentou-se em meditação e disse para o universo: “Acredito que tudo é perfeito e que você cuidará do camelo!”, depois, ele adormeceu.

De manhã, quando acordou, o camelo não estava à vista. Poderia ter sido roubado, poderia ter escapado, qualquer coisa poderia ter acontecido. O mestre perguntou ao discípulo, o que aconteceu? Onde está o camelo?

Eu não sei, respondeu o discípulo: “Pergunte ao universo, eu lhe pedi claramente que cuidara dele para mim. Você sempre me ensinou a confiar na perfeição do universo, por isso confiei. Agora, não me culpe”. O mestre disse: “Confie no universo, mas primeiro amarre seu camelo!”.

Recebemos da vida o que lhe damos. Se enfrentamos situações desagradáveis com o ressentimento impotente e falta de ação, essas circunstâncias só vão piorar.

No entanto, se podemos aprender a aceitar as dificuldades com entrega e confiança -a confiança de que tudo está nos levando em direção a mais liberdade que podemos conceber- enquanto nós tomamos medidas para melhorar a nossa situação, talvez, apenas talvez, possamos transformar nosso sofrimento em uma oportunidade de crescimento.

Faça o que deve ser feito. Não ignore sua realidade. Só quando você tiver feito todo o possível, solte e confie no universo: ele sabe muito bem o que está fazendo. Mas como começamos a confiar? A resposta é: confiando! Lembre-se, experimente e verá quantas coisas podem mudar.

COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS