Quem é você no rolê? (Leia esse texto)

Festa, resenha, rolê, balada, boate, farra. O tempo passa, as expressões mudam, o figurino e os cenários também. Tudo aqui é incerto, mas o mais fascinante são os personagens. Não é um baile de máscaras, mas parece. Nessas horas eu gosto de parar pra observar. Tem aquela turma ali que sempre sai junto. Ele agora está namorando ela, mas é o ex da que está logo ao lado e vive mandando mensagem escondido pra loirinha. A de preto gosta do de camisa azul, já namorou o de verde e está ficando com o de cinza. Confuso de entender? Eu também acho. A garota de coração partido já não acredita mais no amor. Quem sabe entre aqueles sorrisos ali esteja aquele que vai fazê-la acreditar novamente. Queria que fosse eu. Sempre tem o pessoal que só sai pela manhã, quando cortam o som e acendem as luzes. Tem gente que está em casa e adoraria estar aqui. Tem gente que está aqui e queria muito estar em casa. Tem os que parecem se importar mais em mostrar para as pessoas das suas redes sociais onde estão, do que realmente viver o momento. Aquela garota ali parece desconfiada. O rapaz cochichando ao seu ouvido tenta convencê-la de que nem todo homem é igual. Deve ser por isso que ele tirou a aliança antes de ir até lá. As pulseiras nos braços cumprem o papel de manter a hierarquia. Pista, vip, extra vip, extra vip premium, extra vip premium deluxe, extra vip premium deluxe o retorno de Mufasa, backstage, after na suíte do DJ… O acesso a diversão é proporcional ao status social. Talvez as pessoas bebam muito para suportar estar aqui. Talvez por isso elas andem com o nariz dentro das latas e os olhos tão vermelhos. Ou talvez isso que seja diversão e eu que sou o careta da história. Não cabe a mim julgar. Esse lugar é como uma drogaria de prateleiras abertas. Cada um escolhe o remédio que o seu coração precisa. Copos para o alto! Um brinde a juventude que ainda vibra por aqui. Um dia falaremos pros nossos filhos não se misturarem com gente como a gente. Aqui dentro cada um pode ser o que deseja. Eu sou o cara tímido, que observa mais do que fala e está agora no cantinho montando esse texto. E você? Quem você é no rolê? ✏💭

 

Escrito por Rafa Magalhães.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS