Quem acredita em anjos da guarda?

Você pode ou não acreditar em anjos da guarda, não precisa vê-los, basta sentir sua presença, comece a prestar atenção nos fatos, irá se surpreender, porque que eles existem, existem!

 

Retratados em livros e filmes, os anjos são aceitos pelas principais religiões, às vezes com outros nomes, e principalmente na Nova Era, bastante difundidos pelos espiritualistas e esotéricos. Por que as pessoas se identificam tanto com anjos? Mas será que anjos existem? O que são anjos?

Se levarmos em consideração que somos um povo essencialmente cristão, encontramos na bíblia várias passagens que falam sobre anjos. Podemos definir anjo como mensageiro, mensageiro celestial com a missão de trazer informações, de servir como elo de comunicação entre o divino e os homens.

Entendo que as pessoas se identificam com os anjos, porque elas acreditam que tem um anjo da guarda, que as acompanham desde o seu nascimento, que as protegem e guia os teus passos. Acreditam que recebem sinais, mensagens, mesmo que através de outras pessoas, principalmente aquelas que estão mais próximas ou através de sonhos.

Livros como “A Biblia dos Anjos”, de Hazel Raven (Mais de 3 milhões vendidos) e “Tarot dos Anjos”, de Mônica Buonfiglio (Mais de 2,5 milhões vendidos), são os que mais fizeram sucesso, sem contar das séries de romances como Halo e Fallen, sucessos entre a juventude. Entre os filmes podemos citar “Cidade dos Anjos”, com Nicolas Cage e Meg Ryan, Constantine, com Keanu Reeves e Rachel Weisz e “Legião”, com Paul Bettany e Kevin Durand.

Segundo estudiosos, existe uma hierarquia dos anjos, onde alguns anjos estão mais próximos à Deus, enquanto outros mais próximos aos homens e cada categoria de anjo teria uma função definida. A hierarquia mais aceita, foi proposta por Pseudo-Dionísio, o Areopagita, em De Coelesti Hierarchia, do século V. Esta hierarquia é defendida também por São Tomaz de Aquino (1225 – 1274), famoso estudioso do assunto da igreja católica. Temos então a hierarquia:

1 – Serafins, 2. Querubins, 3. Tronos, 4. Dominações, 5. Virtudes, 6. Potestades, 7. Principados, 8. Arcanjos, 9. Anjos.

O arcanjo mais conhecido é Miguel, considerado chefe supremo do exército celeste, o príncipe guardião e guerreiro, com sua espada de luz. Temos também os arcanjos Gabriel, Rafael, Uriel e outros.

Além da Hierarquia acima, existem outros dois tipos de anjos conhecidos: os anjos da guarda e os anjos caídos, que são anjos que se rebelaram contra Deus.

Vamos se aprofundar mais sobre os anjos da guarda, que segundo “O Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec, são espíritos protetores, cuja missão, é a de um pai com relação aos filhos, a de guiar o seu protegido pela senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas provas da vida. O livro diz ainda que nosso anjo da guarda, pode nos acompanhar até em outras vidas, como pode também se afastar (nunca abandonar), quando seus conselhos não são seguidos. Assim que o protegido o chama, o anjo está sempre disposto a ajudar.

Para invocar nossos anjos da guarda, existe uma tabela com os nomes dos 72 anjos, que no caso da Astrologia, foram divididos 6 anjos para cada um dos 12 signos. Conforme a data de nascimento, refere-se a um anjo. Esta tabela pode mudar, na Cabala por exemplo, o critério é diferente resultando um anjo diferente. Particularmente, por via das dúvidas, prefiro chamar de anjo da guarda mesmo, assim refiro a ele nas minhas orações diárias.

E ai, quem acredita em anjos da guarda? Tenho recebido alguns avisos ou presenciado fatos inexplicáveis durante a minha vida, que atribuo ao meu anjo da guarda. É evidente que é tudo uma questão de fé. Tenho uma amiga recente, que me disse que nossos anjos estão em sintonia. Em pouco tempo, foram várias coincidências (ou não!!!), fatos ocorridos como se houvesse algo superior nos interligando. Algumas pessoas chamam isso de casualidade, de poder da mente, eu chamo isso de o poder dos anjos.

FONTEObvious Mag
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS