Quando não se espera nada… tudo chega

Olho a vida com tranquilidade, desativando medos, egoísmos e ideias negativas que colocam arames nos meus passos. Minha mente está aberta a qualquer janela. Não espero nada e espero tudo, porque no final, tudo chega

“Quando não se espera nada, tudo chega.” Você já ouviu isso alguma vez? É curioso analisar as simples realidades que costumam se esconder nessas frases ou expressões da psicologia popular.

É possível que muitos pensem que isso denão esperar nada” pode ser uma atitude derrotista, de quem se deixa levar pelas mãos dos outros e pela força das circunstâncias.

Nada mais longe da realidade. Não esperar nada e permitir que as coisas cheguem é agir com equilíbrio, abertura e permissividade interior.

No dia a dia, embora pareça o contrário, estamos acostumados a acumular muitas atitudes e pensamentos limitantes. Fazemos isso quase sem nos darmos conta…

Em ocasiões, somos nós mesmos os responsáveis por estes muros que impedem que as coisas cheguem. Devemos estar abertos, abertos de mente e coração.

Desativando atitudes limitantes

Começaremos  fazendo uma pequena reflexão: se não formos conscientes das nossas próprias atitudes limitantes, nunca poderemos  derrubar esses muros.

Para isso, para nos darmos conta de muitas dessas coisas que temos guardadas em nosso interior e que cortam as asas do nosso crescimento e parte de nossa felicidade, devemos entender de onde vêm as atitudes limitantes:

– Nossa educação

Uma boa parte do que somos agora tem raízes nessas etapas precoces nas quais construímos o vínculo com nossos pais, avós e irmãos.

Se não nos ofereceram segurança, se criticaram nossos pensamentos e ideias, se nos superprotegeram ou não nos demonstraram carinho algum, tudo isso deixou rastro em nós.

É possível que você tenha tentado alterar estes atitudes limitantes em você com o passar dos anos e o amadurecimento. Que tenha feito o que diziam que nunca faria, que tenha avançado com passos seguros virando o rosto para as feridas do passado.

Os ecos de uma infância traumática costumam nos limitar em muitos aspectos. Não permita que isso aconteça. Nunca deixe de confiar nos outros e em acreditar que tudo chega. Que as coisas boas podem acontecer.

Quando não se espera nada… tudo chega

– Experiências negativas não administradas de forma adequada

A vida nem sempre é fácil, e dependendo da atitude e das estratégias pessoais com as quais enfrentamos as coisas, obteremos um aprendizado ou outro.

Se for abandonada por um parceiro, nunca caia no engano de pensar que você não merece ser amada. Confronte a situação com integridade, avance sendo resiliente e abra suas esperanças à vida, se atrevendo de novo a amar e ser amada.

Se fracassar em um projeto, não desista, nem pense que você não é capaz, hábil, inteligente ou capacitada. Reestruture seus pensamentos, aprenda com os errose comece novamente.

Em algumas ocasiões, muitas dessas atitudes limitantes partem da nossa própria personalidade, de indecisões, de medos, de nos fecharmos portas, quase sem nos darmos conta porque preferimos continuar em nossa zona de conforto.

A vida sempre está um passo além de sua zona de conforto.
É lá que as coisas acontecem e onde tudo chega.

Permita-se não esperar nada, sonhando tudo

Não se trata de não esperar nada, mas sim de reestruturar um pouco nossa atitude diante da vida.

Explicamos como:

– Evite a “visão de túnel”. Todos vivemos isso alguma vez. São os momentos em que focamos em um pequeno detalhe, perdendo a capacidade de ver o que acontece ao nosso redor.

Pode ser que você tenha dias em que pense que nada tem solução, que as coisas “são como são” e que não há outro remédio, mas isso não é verdade.

– Desative esses pensamentos. Também não é preciso viver com um “otimismo cego” que nos crie falsas esperanças. Pegue ar e se deixe levar, não espere nada, mas mantenha a mente aberta olhando tudo o que a envolve, deixe-se levar com esperança e tranquilidade.

– Deixe de lado o que sente e pense no que precisa. Há momentos em que os sentimentos nos cegam ou nos retêm. Há momentos em que o amor, por exemplo, nos causa infelicidade. Será que é disso mesmo que você precisa?

Quando não se espera nada… tudo chega

Em vez de sentir, pergunte a si mesmo do que você precisa.  Precisa de liberdade? Precisa ser você mesma? Permita-se então ser feliz de novo. No final, tudo chega.

Nossa atitude diante da vida deve sempre ser aberta, tranquila e segura. Quando souber quais são suas prioridades no dia a dia, as coisas irão acontecendo como devem ser. No seu ritmo.

FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS