terça-feira, julho 25, 2017

Podemos conversar sobre astrologia, mas só depois do almoço, disse minha amiga taurina.

 

Alguns acreditam em Deus, outros não. Alguns acreditam no amor, outros não. Alguns acreditam no chupa cabra, outros não. Alguns acreditam em astrologia, outros não. O livre arbítrio e a liberdade de crença são mesmo coisas maravilhosas. Tem gente que acredita até que o Temer foi vítima de uma armação.

 

Eu acredito muito em astrologia, embora não seja uma fiel leitora de horóscopo. Acredito por uma série de razões, mas principalmente porque se a posição dos astros influencia as marés, como não nos influenciaria, já que somos compostos por mais de 70% de água?

 

De toda forma, muitas das pessoas com as quais eu convivo afirmam com veemência de que é tudo uma grande enrolação sem cabimento. E eu respeito suas posições, sem dúvida nenhuma. Na verdade, como são meus amigos, eu não respeito muito não, porque, convenhamos, bons amigos nunca respeitam muito seus amigos.

 

Depois de ouvir muitas justificativas daqueles que não acreditam em astrologia, acho que posso resumir tal descrença nos maravilhosos diálogos que seguem abaixo. De fato, eles não se encaixam nem um pouco nos seus perfis astrológicos. Atá.

 

“M”, pisciana:

 

R: Mas então você não acredita mesmo em astrologia?

M: Não, nem um pouco.

R: Mas por quê?

M: Por que o que?

 

 

“J”, capricorniano:

 

R: Eu vou te emprestar um livro ótimo de astrologia para ver se você continua sem acreditar.

J: Ih, nem empresta que eu tô 200% focado no trabalho agora, porque tô prestes a ser promovido e vou ganhar bem mais, não quero nada que me tire o foco.

 

 

“L”, canceriano:

 

R: Você realmente acha que não tem nada a ver com o perfil de câncer?

L: Minha mãe sempre disse que não.

 

 

“C”, taurina:

 

R: Deixa só eu te mostrar um negócio nesse livro de astrologia pra ver se você se convence.

C: Tá, mas só depois do almoço, que agora eu tô com fome e não consigo pensar.

 

 

“M”, aquariana:

R: Mas por que você detesta tanto tudo que tem a ver com astrologia?

M: Porque são rótulos e padrões dentro do qual querem que eu caiba e eu me nego a me encaixar em qualquer padrão pré-definido.

 

“H”, ariano:

 

R: Mas me explica por que você não acredita.

H: Porque é uma babaquice.

 

 

“T”, geminiana:

 

R: Eu também sou geminiana. Você não vê mesmo nenhuma semelhança entre a gente?

 

T: Não, não vejo mesmo, honestamente. Você fala pra caramba- sem querer te criticar, é seu jeito, eu não vejo problema nenhum nisso- mas eu só falo em ocasiões nas quais seja realmente indispensável que eu me manifeste, porque sou uma pessoa mais na minha, mais fechada, exceto quando estou com alguém com quem tenha muita intimidade, tipo família, amigos, colegas de trabalho, clientes mais próximos e tal. Você fala pra caramba, é desinibida, mas eu não acho que eu seja assim não, sou uma pessoa mais fechada mesmo, prefiro assim, sabe?

 

“F”, leonino:

 

R: Você não se vê mesmo nas descrições de um leonino?

F: Não porque sinceramente eu acho que sou MUITO MAIS do que aquele perfil. São características muito limitadas e minha personalidade vai bem além de tudo aquilo.

 

“B”, virginiana:

 

R: Você pode até não acreditar, mas deixa só eu te mandar uns memes sobre virginianos por whatsapp.

B: Não manda não que minha memória tá quase cheia e eu tô desde o começo da semana fazendo uma limpeza do meu celular.

 

“B”, libriano:

R: Você não acredita mesmo em astrologia então?

B: Ainda estou me decidindo, mas acho que não.

 

“S”, escorpiana:

 

S: Não acredito em astrologia porque tive um namorado em 1998 que dizia que eu era rancorosa por ser escorpiana, aí fiquei com raiva de astrologia pra sempre.

 

“E”, sagitariano:

 

R: Deixa só eu te mostrar esse vídeo sobre astr…

E: Ruth, não enche.

 

Escrito por Ruth Manus.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS