Permita-se sonhar

Eu costumava acreditar que, se não houvessem despedidas, dúvidas, sentimentos desgastados e que se pessoas não mudassem – de endereço e coração -, tudo seria bem mais fácil. Tia Clotilde, com aquele jeitinho de falar, que só gente vivida tem, uma vez me disse “querida, tudo o que vai, um dia volta. Você é jovem e esse mundo ainda vai dar muitas voltas!”, então eu me pergunto, quantas voltas ele precisa dar para que alguém finalmente estacione e me dê uma carona? Quantas voltas até a minha vida sair do zero quilômetro? Ninguém tem a noção do quanto me agonia essa morbidez, essa vida pacata. Não vejo a hora de me libertar dessa rotina que só sufoca.

A única coisa que me conforta é saber que no fim do dia eu posso finalmente deitar a cabeça no travesseiro, fechar os olhos e sonhar. Com o dia de amanhã, com a semana que vem, com o próximo ano, com os próximos dez, vinte, quarenta anos, com o dia em que vou conhecer o amor da minha vida, com a decoração da minha casa, o nascimento do meu primeiro filho ou com a minha velhice serena. Porque sonhar é refugiar-se nas cenas de um filme que não acaba nunca.

Eu me entrego todos os dias aos sonhos, porque o que eu quero nem eu mesma sei direito. Talvez fugir do país sem nenhum centavo, subir na mesa do bar e dançar até amanhecer, beijar um estranho e ir embora sem saber o seu nome, entrar de penetra em um aniversário de 80 anos e sair de lá sabendo um pouco da vida de cada convidado, ter uma profissão para cada dia da semana e nos domingos vender óculos na praia, rir até a barriga doer, comer sem culpa, dizer sim, dizer não, e acordar em uma ilha deserta sem lembrar o meu nome e como fui parar ali.

Eu sou uma eterna sonhadora, e com total orgulho. Gosto da ideia de criar um mundo particular, onde tudo acontece da forma e no momento que eu bem entender. Eu sonho porque já não cabe mais tanta vontade dentro do meu próprio peito e a minha mente insiste em querer gritar pro mundo inteiro que o meu corpo tá com sede de liberdade.

TEXTO DEAdriana Lobão
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS