Não sei de onde tiraram a ideia de que amizade entre homem e mulher não existe, que sempre há um interesse por uma das partes, mesmo que não seja dito.

Deixa eu explicar, pode até ser que dois amigos se apaixonem um pelo outro e queiram transformar o sentimento em outro tipo de amor (porque amizade também é amor).

Mas existe sim amizade entre homem e mulher. Amizade ingênua, sincera, onde o único interesse é ver o outro bem. Amigos que se cuidam, que saem juntos, podem até dormir juntos. Amigos que se preocupam, que opinam sobre as paixões do outro, que dão conselhos e ombro para acolher o choro quando o conselho não seguido se transforma em desastre.
Amizade entre homem e mulher é tão boa, mas tão boa que acho que é por isso que as pessoas duvidam. Ter um amigo do sexo oposto é poder ter uma visão diferente, é aprender a respeitar as diferenças, é saber ser compreensivo, é ter amor de sobra.

A amizade, que é amor genuíno, não escolhe sexo. Quando duas almas estão destinadas a viver o amor amigo, não importa. E olha, eu tenho amigos que são como irmãos. Que eu posso ligar às 03:00 da madrugada para reclamar da saudade que eu sinto daquele rapaz que me apaixonei dois anos atrás. Amigos que me acompanham nas festas, mas que também já ficaram horas comigo no hospital. Amigos que são isso: amigos.

E que quando precisam, eu sou a voz feminina, o toque de delicadeza, a bronca que merecem, a que escolhe o filme e prepara a pipoca, mas a louça… Fica por conta deles.

Tenham amigos do sexo oposto porque eu garanto que é muito bom. Eles não te invejam, e você aprende com eles e eles contigo.
Escrito por Isabella Gonçalves.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS