Para o meu eu de tempos atrás

seu próprio bem. Amores virão a todo instante, de verdade: alguns correspondidos e a maior parte deles não.

Você vai chorar por amor e por mil outras coisas pois as tristezas também virão. Lembra que te contei que vai rir de doer a barriga? Igualmente irá chorar de soluçar. Mas confie quando digo que a cada lágrima que escorrer, um aperto a menos terá no peito e um aprendizado a mais terá na vida. Chore muito, viva muito!

Se eu pudesse te dar um conselho, diria para respirar fundo e dedicar-se àquilo que realmente vale a pena. Abrace mais, bem apertado. Perca o ar num beijo, preencha-se de sorrisos celebrando com quem realmente deseja ter por perto. Esteja mais perto dos seus amigos e da família. A propósito, diga hoje que os ama. Declare seu amor para quem você quiser.

Perceba que tudo estará bem. E quando não, feche os olhos por uns minutos. Tudo ficará bem. E tudo vai dar certo, é normal ter medo. Se der medo, vai com medo mesmo, ok?

Um beijo e um abraço, de você mesmo. Nós nos amamos.

P.S: esse seu corte de cabelo está péssimo.

E você, o que diria para o seu eu de tempos atrás?

FONTEDeu Ruim
TEXTO DEDenis Araújo
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS