PAPO DE AMIGA: ACREDITE EM VOCÊ!

Amiga, deixa eu te falar! Já ouvi todos os lamentos que você tinha pra contar e já permaneci calada por um bom tempo, deu pra desabafar né? Agora é minha vez, me escuta:

Não é que eu esteja de saco cheio dessa história, mas para de duvidar do amor só porque muita gente desgraçada – que você mesmo escolheu a dedo pra colocar na tua vida- cruzou o teu caminho. O amor é mais que uma mensagem instantânea no final de semana tedioso dele, é mais que textos decorados que ele escreveu na timeline das redes sociais só pra te agradar, é mais que um apelido carinhoso que você receba ou dar a alguém. Na boa, levanta dai e vai viver, não adianta chorar pelo amor não correspondido ou fracassado.

Eu não sei te explicar muito bem sobre essa coisa de amor, mas o que posso te dizer com conhecimento de causa é que não consigo insistir em nada que não me dá prazer ou pelo que não vale a pena sofrer. Esse tipo de amor é uma mentira que a minha vaidade não aceita!

Aprende menina, as coisas têm a importância que damos a elas e, deixar tua felicidade na mão de quem não te conhece, de quem te quer por um dia ou uma noite é um tiro no pé, mulher! Sabe, eu fico esperando o dia em que você vai sair desse casulo e ver que você possui o poder de ser feliz sem que essa felicidade venha necessariamente de um cara. Não se estressa com minhas verdades, mas em caso de estresse, põe tua melhor roupa e sai, vai, convoca as amigas e o mundo vira uma selva, porque lobas estão a solta. É assim que tem que ser. Como cê quer amar alguém sem antes se amar primeiro? Não dá menina, não dá!

Onde está tua segurança, tua coragem e confiança, mulher? Ah, lembrei, elas esbarraram nas questões machistas que o mundo te empurrou goela abaixo. Não pode convidar pra sair ou transar no primeiro encontro, não pode isso ou aquilo. Mete o dedo na garganta, coloca isso pra fora, aprende uma única regra: Você é dona de si. Pode liga, pode convidar pra sair e dormir com quem – e quantos – quiser.

Você desconhece o poder do teu riso, garota! Olha no espelho, esse batom vermelho no rosto da mina que não confia no taco que tem. Amiga, vai por mim, quando descobrir o seu poder e acreditar em você, o mundo também se curvará as tuas vontades.

Olha, apesar de todas as coisas ruins que cê já viveu e todas as pessoas horríveis com quem cê já se envolveu, é bom não desacreditar. Vira o jogo, cria resistência, aprende na raça, mas não desiste não, o foco é continuar arriscando, corações selvagens tem aos montes, você ainda encontrará vários por aí e, tentar domá-los é o primeiro erro. Deixe-os a vontade, não queira enjaular sentimentos de almas livres, vai por mim amiga, a loucura do mundo lá fora só entra em ordem quando teu coação está em paz.

FONTESuper Ela
TEXTO DEJosiany Lima
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS