Os dispostos se atraem

Todas as vezes em que tentamos moldar nosso eu para nos encaixarmos nas perspectivas de amor do outro, falhamos miseravelmente. Não pelo fato de não conseguirmos “nos adaptar” ou mudar certas coisas que sabemos que não são o melhor de nós (porque às vezes até conseguimos fazer isso), mas porque as pessoas são diferentes e nem sempre as circunstâncias estarão a favor de que o que está rolando se torne amor.

O amor não é algo que acontece de acordo com o que uma pessoa quer. Ele tem vida própria, surge do jeito que é, quando puder e se quiser. Você não o força. Não adianta nem tentar. Ele virá quando você menos esperar.

O amor tem o tempo certo, que não é o seu. Às vezes, ele se deixa ser descoberto ou pode despertar, depois de alguns anos adormecido ali no cantinho.

Ele acontece quando você percebe que já não vê mais aquele amigo somente como amigo ou que se pudesse, você moraria no abraço daquela pessoa para sempre.

Não é sempre que as coisas acontecem à primeira vista. O amor também pode nascer quando há disposição por parte dos envolvidos. Geralmente é preciso um certo tempo pra que o nascimento se torne viável e possa surgir esse sentimento que muitos julgam inexplicável.

Você não precisa se moldar até encaixar no outro. Até porque amor é sobre fazer funcionar mesmo com as diferenças. Preocupe-se em caber dentro de si mesma. E esteja disposta, porque os dispostos sempre se atraem.
Escrito por Allison Christian Freitas.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS