Os cegamente apaixonados que me perdoem …. Mas ouvi dizer que amor próprio é fundamental!

Texto da colaboradora Regiane Vieira.

 

Quanto mais vejo casais de hoje, mais preguiça eu tenho de me relacionar. Muitos esquecem que para estar junto não precisa se tornar siameses. E o que é bonito se torna pesado, o que é para ser legal se torna um porre, e o que é para ser amor da vida toda vira tédio. Então vem os dramas, as infinitas DR-s e ela chora, se joga no chão, quer cortar os pulsos, se atirar do 10º andar, ou tomar um vidro de Lexotan para esquecer. Antes uma dose única de veneno do que se matar dia a dia, seria minha deixa em um relacionamento mais ou menos.

E quem foi que disse que eu gosto de mais ou menos? Eu quero morrer de rir das palhaçadas que vamos compartilhar, quero tomar um porre ao lado dele e ver aquele bico falando:

– Porra amor hoje você era a motorista da rodada, e eu vou soluçar um:

C-H-A-M-A U-M- T-Á-X-I!

E mesmo bravo ele vai me levar até a minha casa, vai tentar me dar banho, porquê obviamente que vou molha-lo por inteiro numa guerra de espuma, que terminará com nós dois envoltos em meu lençol e amanhecendo em uma conchinha deliciosa. Café na cama? Desnecessário, podemos levantar tarde os dois, ele só de cueca pela casa fazendo malabares com as batatas, enquanto eu em um rabo de cavalo e com a camiseta dele no meu corpo com cheirinho bom que só ele tem, irei tentar fazer nosso café que sempre terá cara de janta.

Depois ele fica com a louça por que será a sua vez, enquanto eu me esparramo no sofá esperando por ele, que sempre virá com as mãos molhadas fazendo cócegas, confesso que odeio cócegas, mas que por ele até que abro exceção. E como não abrir? Se ele me ganha no exato momento em que sorri? Juntos descobriremos que antes de querermos um tal de relacionamento sério iremos passar uma tarde inteira no nosso quarto de solteiro fazendo planos, de quantas festas ainda iremos, ou de qual será a próxima viagem.

Caribe? Argentina? Disney? Com ele até em uma noite de luar andando a pé na beira de uma estrada já seria bom, por que iriamos dar um jeito de fazer do momento o nosso lugar. E no final a única coisa que realmente importará são os momentos que juntos estaremos construindo, sem antes, sem depois apenas aproveitando juntos o nosso agora.

Então eu saio um pouco desse feeling que eu sempre espero dos casais e me volto para os dramas que me cercam, vejo relacionamentos intensos e poucos prazerosos, pessoas que abrem a mão de sua personalidade para satisfazer o outro. Esquecem sua libido para dar prazer sem receber. Por que viver a porra de um relacionamento se não for mútuo?

Então que me deixem na bagunça do meu quarto, com meu som sempre no último, meus seriados e meus livros. O meu negócio é pele, é química que explode no olhar, o beijo nunca é parado, é tipo um contorcionismo que irradia tesão do corpo a alma. Como se contentar com menos do que isso?

Vejo pessoas enlouquecendo por que a última visualização de fulano foram as 4:58 da manhã, com quem será que ele estava? Ninguém é de ninguém, objeto sim você muda de lugar quando quer. Relacionamento aberto, casamento, namoro ou amizade, ou você está junto por que quer ou a presença é indispensável. Forçar a barra só mostra o quanto você é uma pessoa desesperada e vazia.

Já inventaram sorvete de chocolate com caramelo de morango, ouvi dizer que melhor amiga e um porre de cachaça é um santo remédio. Já experimentou ir a um sex-shop e ver os brinquedos fascinantes que eles possuem? Permita-se dar prazer por si só, conheça seu corpo, depois que você descobre seu valor não é qualquer prazer que te satisfaz.

Me desespero ao receber convites de casamentos. Não, eu não sou uma dessas tias carochas que tricotam o dia inteiro e que vão morrer virgem, sou uma garota de 26 anos que acredita que antes de você jurar um amor eterno você tem que primeiramente se amar.

Por que casar se na primeira briga vai taca na cara dele a loira gostosa que ele te traiu? E na maioria das vezes você realmente mereceu ser traída, por ser chata, mandona, e viver de cobranças. Experimente ser a melhor amiga, misturada com a mãe e a dose da mulher que ele sempre sonhou realizando os seus mais inimagináveis fetiches.

Experimente ouvir antes de falar. E no meio de uma dessas brigas estupidas pare tudo e lhe de um beijo daqueles que o fará te querer para vida inteira. E por fim lembre-se ou você perde ele por que nunca vai crescer mentalmente e sempre vai exigir dele a atenção que nem sempre você merece. Ou você vai ser aquela que garota por quem ele terá a vontade de sempre tentar cada vez mais, porquê no final do dia sempre vai valer a pena a companhia. Para um homem esquecer uma mulher inteligente é necessárias antes inúmeras tolas. Você escolhe quem quer ser!

COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS