Oi ex, como vai você?

Eu não quero te dizer que tenho saudades dos nossos dias, dos nossos sorrisos quando eramos um só, muito menos das noites que dormíamos chateados um com o outro, ou das noites que dormíamos bem. Eu quero te dizer que sinceramente eu não vou te esquecer e sei que você não vai me esquecer também. Quero te dizer, do fundo do meu coração, que amor não morre como eu achava que morria, não some e nem acaba como achávamos e contávamos pra qualquer pessoa que perguntasse por nós. Eu sei que nossa história acabou, sabe? Eu sei que a melhor coisa a ser feita foi desistir da gente, desistir de machucar, desistir de passar na cara, desistir de tentar organizar a bagunça que fizemos em nós. Eu sei que foi preciso desistir de continuar jogando porque o amor nunca foi um jogo e só aprendemos isso quando chegamos ao xeque-mate e ficamos sem razão pra continuar. Eu sei que o nosso relacionamento – que virou campo de guerra – chegou ao fim e que agora entramos em batalha com nós mesmos pra tentar esquecer o que vivemos. Mas eu quero te dizer, com toda certeza do mundo, que o amor não se acaba. O amor se eterniza. A gente tenta abstrair, mas esquecimento nenhum será suficiente pra negar nossa história. O que foi vivido continua pra ser relembrado e o amor se torna grandes lembranças.

Eu quero te pedir desculpas por te dizer várias vezes que acabou quando você me ligou tentando me convidar pra ir ao cinema. Quero te pedir desculpas por dizer pros seus pais que acabou quando fui pegar algumas peças de roupas que deixei aí. Quero te pedir desculpas por dizer que acabou quando você bateu em minha porta e com um sorriso desenhado no rosto me chamou pra dar uma volta. Quero te pedir desculpas por dizer que acabou quando o seu amigo me ligou dizendo que você estava pedindo desculpas mas que não teve coragem pra falar comigo porque eu diria que acabou e ponto. Quero te pedir desculpas por dizer que acabou quando me pegou de surpresa, buzinou na frente da minha casa me chamando pra ir ao show do Nando Reis. Quero te pedir desculpas por dizer que acabou quando você escreveu no asfalto da rua da minha casa de frente pra janela do meu quarto: volta pra mim. Quero te pedir desculpas porque não voltei pros teus braços, nem me permitir entrar novamente na tua vida, mas quero te dizer que foi melhor assim, foi melhor ter tirado minhas expectativas de nós, foi melhor ter recolhido meus sonhos pra você, ter colocado nossos planos no bolso e ter partido. Foi melhor sair sem bater a porta pra você não se assustar, apesar de que viver sem você me assusta um pouco. E desculpas se a minha partida foi tão calma que te deixou na dúvida se eu voltaria. Mas tá aqui, essa carta não é pra dizer que acabou, é pra dizer que coloquei um fim nisso porque aquele você que eu queria pra mim tinha partido em uma viagem sem volta pra Marte. Essa carta não é pra te dizer que voltarei, é pra dizer que estarei com você, só que agora sem beijos, abraços e vida. Estarei sempre com você, só que agora sem fotografias, sem compartilhar sorrisos juntos na linha do tempo do Facebook, sem te ligar a qualquer hora pra dizer que estou com saudade. Estarei com você dentro dos teus pensamentos e acompanhado de lembranças boas. Esta carta é pra te dizer que você sempre estará comigo também, e fique tranquilo, levei o suficiente de você pra me alimentar durante toda a vida e deixei o máximo de mim contigo pro’cê não passar fome nem mendigar sentimentos quando encontrar um novo amor.

Eu quero te dizer que não guardo ódio de ti, que deixei de escrever indiretas em meus status, que parei de dar você como exemplo de ma tragédia amorosa. Quero te pedir desculpas pelo medo que criei dos outros graças a você, quero te pedir desculpas por ter passado tanto tempo tentando te culpar só porque não consegui aceitar o nosso fim. E quero te pedir desculpas por lembrar só do que convém pra te culpar quando percebo que não mais te tenho. Eu não quero te culpar por nenhum episódio, por nenhuma página rasurada tampouco dizer que continuo sendo o personagem ingênuo disso tudo. Eu não quero dizer que estou bem pra te fazer se sentir mal. Eu não quero falar das minhas conquistas e da minha vida depois que você saiu. Eu quero te pedir desculpas por ter desejado que você ficasse doente nos finais de semana, por ter desejado que você tivesse dor de dente, por ter desejado que o péssimo astral do teu horóscopo se realizasse, que o pneu do teu carro furasse e que você se atrasasse no primeiro encontro. Não quero te acusar de nada, nem mandar você pro quinto dos infernos, muito menos te pedir pra voltar. Só quero saber se você está bem, se continua passando horas jogando no PC, se ainda bebe água na boca da garrafa ou se ainda esquece de desligar a TV. Só quero saber se você vai bem, se mudou de emprego, se ainda tem sossego ou se contou os meus segredos pra alguém. Quero saber se você trocou o vidro meio solto da janela, se ainda conversa balela ou se já provou pão com Nutella. Quero te dizer que eu andei mal, mas sarei. Que eu quis te ligar, mas me ajuizei. Que quis te chamar pra dormir aqui, mas abdiquei esses meus desejos bobos. Quero te dizer que pensei em voltar, mas foi melhor adiar. Não vim te atacar nem desejar mal a sua paquera. Não quero fazer guerra nem dizer que você não serve pra ela. Não vim te alfinetar nem dizer que você é desajeitado com o amor. Também não quero te convidar pra sair, nem te propor uma grande amizade, que se mude pra outra cidade, muito menos tramar alguma crueldade.

Quero te pedir desculpas por dizer que acabou quando você me enviou uma mensagem pedindo perdão, quando ligou pros meus pais pedindo ajuda, quando disse pra mim que estava sem chão. Quero te dizer que não vim cobrar, fazer jogo do azar nem te assombrar. Quero te desejar boa sorte, quero te dizer que sarei e sou forte, porque sei que o que passou já se foi pro norte. Quero te deixar um beijo porque lembro do seu jeito e sei que receberá sem rancor. Quero te deixar um abraço, porque lembro do nosso bom compasso e quero te dizer também que nada foi um fracasso. Quero te perdoar e te pedir perdão, porque não quero cansaço nem confusão. Quero te dizer que vou erguer a bandeira branca, te pedir pra ficar em paz, pra me deixar ser capaz e parar de dizer que você não tem talento pra amar de novo. Quero te pedir pra deixar pra trás o que passou, te propor aperto de mãos e conciliar um acordo sobre tudo que embaçou. Quero te pedir pra pôr um fim, te dizer mais uma vez que amor não se acaba e que, apesar da distância, somos exemplos disso.

FONTESábias Palavras
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS