O vento virou e você voltou

Nem tudo foi como planejamos, éramos jovens demais e já se perdíamos no nosso amor e no nosso sentimento, o passado fez com que “vamos ser” se transformasse em “era”. E no meio desse inverno, levou daqui a mais bela flor que habitava minha primavera. Desculpa fazer tua mente sofrer tanto quanto a minha pensando nisso, mas eu ainda não sei te contar porquê da primeira vez não havia dado certo.

Não podemos culpar nossas aparências na época, lembro que gostávamos mesmo era um do outro, do que éramos e do que conseguíamos ser quando estávamos juntos, olho no olho e várias palavras de afeto, mas toda vez que queríamos decolar esse relacionamento ele saia do chão e batia no teto. Tudo demorou para acontecer, não sei bem o que houve, dizem que Deus se equivocou com o plano A e agora nos trouxe aqui para o plano B (que eu prefiro que seja plano Z, não me importaria de tentar o alfabeto inteiro contigo). De toda a esperança, eu podia ver agora, uma tentativa cheia de perseverança.

O vento virou e trouxe você pra cá, o calor da cidade grande havia sido trocado pelo frio da serra e voltamos a ser eu e você, para deixar de lado aquilo que até um ano atrás eu ainda chamava de “era”. Era deixou de ser um erro e novamente construíamos tudo juntos, nós dois, mais ligados, mais conectados e, dessa vez, não havia nada que não fizesse com que eu me perdesse nos teus lábios, viajasse no teu olhar e delirasse no teu corpo. Você voltou para buscar o que era seu e eu, me entreguei.

Eu nem lembrava porque você havia ido e nem como tinha voltado, mas dizem que o mundo é louco assim, dá tantas voltas que dessa vez decidiu parar por aqui, para pôr você de volta ao meu lado.

Escrito por Bryan Gabriel, colunista do Sábias Palavras.

Escritores3-01-01

FONTESábias Palavras
TEXTO DEBryan Gabriel
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS