O teu corpo todo

A dona da Prateleira

O teu sorriso tem a luz para iluminar a minha vida. A tua boca tem o gosto da melhor iguaria da cozinha exótica do amor. As tuas mãos tem a firmeza para me acompanhar e me segurar em todas as horas. Teu peito é o melhor travesseiro e o melhor lugar para recostar a minha cabeça cheia das ideias mais malucas.

Tuas pernas e pés são labirintos onde perco a razão e a hora. Me prendem e ao mesmo tempo caminham ao meu lado em busca da nossa tão sonhada liberdade. Andamos emaranhados e lado a lado por vontade de ir aos mesmos lugares e não por estarmos em uma prisão inevitável ou alguma armadilha da vida.

A tua mente se afasta em alguns momentos, mas sempre volta para a minha. Você está livre, mas não quer ir embora. Não quer sair da clausura do nosso quarto nem por um minuto que seja. Gosto disso, também sou assim. Também quero ver o que existe a minha volta, mas sempre quero voltar para te contar sobre todas as coisas que vi e para onde podemos ir.

Ao olhar para os teus olhos, vejo o teu interior, vejo o que se passa nos teus pensamentos e todos os teus sentimentos. A forma como você pisca me mostra o que você não consegue falar. Só de olhar para o teu corpo, sei o que está aí dentro, mesmo que você não consiga expressar.

Mas eu sempre quero mais, quero estar em todas as tuas ações e em todos os teus gestos. Quero fazer parte do teu dia, mesmo quando não estou por perto. Quero a ansiedade da espera, sempre seguida pela alegria da chegada. Quero todo o teu corpo no meu, cada movimento sintonizado, cada ação correspondida e bem recebida. Quero ser teu, como quero que tu seja minha.

Escrito por Taíla Quadros, colunista do Sábias Palavras.

Escritores-01

FONTESábias Palavras
TEXTO DETaíla Quadros
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS