O que sinto é amor verdadeiro?

Homens podem se encantar com mulheres em poucos encontros, geralmente por mulheres que à primeira vista são lindíssimas, e por isso costumam causar um alarde nos homens. No entanto, as mulheres também podem e geralmente se envolvem com mais facilidade do que os homens.

Por mais que elas sejam mais cautelosas, em certos momentos, quando a mulher percebe que o homem é o cara ideal para ela, ela pode abrir seu coração e se entregar por completo. A ilusão de um amor verdadeiro pode fazer com que muitas mulheres se envolvam em relacionamentos fadados ao fracasso. Então, para evitar frustrações, dor e perda de tempo, como saber quando um amor é real?

As três fases

Qualquer relacionamento passa por três fases: paixão, intimidade e compromisso. Deve-se ter noção e saber discernir uma fase da outra para saber identificar quando um relacionamento atinge o estágio de amor verdadeiro.

A primeira fase é a paixão, e é nesse momento que as mulheres podem se equivocar imaginando que encontraram os homens de suas vidas. A atração nessa fase é latente, os feromônios fervilham no corpo, sinos imaginários podem tocar, o coração bate mais forte, a química entre vocês é intensa e perfeita… Tenha em mente que essa sensação é normal, mas passageira e ilusória.

A segunda fase é a intimidade, com o passar do tempo, vocês vão ficar mais próximos, descobrir um ao outro, criando uma conexão. A intimidade gera cumplicidade e confiança, que são as bases de qualquer relacionamento verdadeiro, se isso não existir entre vocês dificilmente é amor verdadeiro.

Então, chega-se à última etapa, que é o compromisso, ou seja, a sensação de poder contar com aquela pessoa pelo restante da sua vida, um homem maduro que saiba encarar os problemas e relevar discussões bobas e esteja disposto a tentar mais uma vez sempre que seja preciso. Essa fase é crucial para saber se encontrou o homem ideal. Vamos detalhar melhor a seguir!

Paixão

A etapa de apaixonar-se é a que mais causa fascínio entre os casais. Nessa fase o céu é colorido, os pássaros cantam e não há nada que a deixe de mau humor. A sensação de que não poderá ser mais feliz com mais ninguém, que encontrou a pessoa com quem quer passar o resto dos seus dias, que não se vê fazendo nada que não seja na companhia dele, são bastante comuns nesse período. A perfeição é a palavra que resume essa fase.

Quando alguém fala mal dele ou simplesmente não o coloca em um pedestal como você faz parece o fim para você, e se o faz, você morre de ciúmes. Essas sensações turbulentas ocorrem porque as mulheres se sentem anestesiadas pelo toque, pelo sentimento de prazer aflorado, pela companhia do outro e pela imagem que criaram que nem sempre corresponde à realidade.

“Eu te amo”

Após certo tempo, às vezes nem é preciso muito tempo, a mulher já começa a dizer as palavrinhas mágicas e esperar pelo “eu também”. Se essas palavras forem ditas sem sentir o amor verdadeiro, apenas como forma de extravasar certas sensações, isso pode gerar uma verdadeira confusão. Porém, se com o tempo você descobrir os gostos, habilidades, ideias, personalidade, características e principalmente defeitos, e mesmo assim sentir amor e vontade de dizer “eu te amo”, você pode se arriscar, mas saiba que para isso é preciso muita intimidade, e principalmente convivência.

Intimidade não significa apenas se entregar de corpo e alma, mas sentir uma ligação mais forte em momentos que ultrapassem o sexo, afinidade e tranquilidade em estar na companhia de outra pessoa, aceitando-a como ela é.

Amor verdadeiro

O amor verdadeiro está na confiança profunda e no desejo de ver a outra pessoa feliz, acima de tudo. O mesmo sentimento de uma mãe por um filho, de irmãos muito ligados ou até mesmo de amigas de longa data, é esse sentimento que deve ser nutrido, obviamente, com algumas diferenças e particularidades de um casal. Mas, se isso não existir, dificilmente você construiu algo real, sólido e maduro para sua vida. A aceitação do outro e de si mesma, além da ânsia por formar um “nós” com todos os prós e contras ligados a esse ato é o que caracteriza um amor verdadeiro, um sentimento real.

Sintetizando

São quatro pilares que integram e dizem se o seu amor é real como imagina: conhecimento, aceitação, confiança e desejo de entrega. O conhecimento vem com a convivência e intimidade e é fundamental para entender uma pessoa. Saber como ele reage a certas coisas, o que pensaria sobre certos assuntos, os trejeitos que você mais acha engraçado, o que mais te irrita e mais alegra em suas características são algumas das perguntas que deve fazer para si mesma.

A aceitação tem a ver com a admiração, gostar dele assim como ele é, com defeitos e qualidades e decidir amá-lo sem querer mudá-lo é o segundo passo. A confiança é o sentimento de que poderá contar com ele em todos os momentos e que pode confiar-lhe sua saúde, dinheiro, futuro, pois ele nunca irá te enganar e machucar, pois ele só quer te ver bem. O desejo de entrega é o último pilar e sintetiza a união de todos os outros e promove a certeza de que quer construir algo promissor e empolgante para ambos. É ter a certeza da satisfação plena, sexual e emocional em um mesmo patamar, ou seja, de ambas as partes.

TEXTO DEAutor Desconhecido
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS