O poder da palavra

O poder da palavra  é enorme. Ainda que muitas pessoas digam que uma imagem vale muito mais, e embora em certos casos isso possa ser verdade, não se pode esquecer que quando uma palavra sai de nossa boca ela tem um enorme valor. Assim, por menor e insignificante que seja, pode causar um grande dano ou ser muito benéfica dependendo de quais são as circunstâncias da comunicação.

Em muitas ocasiões ouvimos o jargão “uma imagem vale mais que mil palavras”. No entanto, uma palavra pode ter um poder gigante e, quando acompanhada de mais palavras, pode chegar a ser inclusive avassaladora.
Por isso, é necessário atentar para como podemos utilizar o poder da palavra para que ela se coloque ao nosso favor. Devemos entender como ela pode causar dano ou simplesmente conseguir algo de nosso interlocutor, como fazê-lo feliz.
“Como flores charmosas, com cores, mas sem odor, são as doces palavras para aquele que não concorda com elas”
-Buda-

O poder da palavra: palavras que ferem

A força das palavras é tanta que não são necessárias muitas delas para causar uma profunda alegria ou uma tristeza melancólica. Muitas vezes basta uma frase que valide uma emoção que estamos sentindo, ou um parágrafo curto que ataque nosso ponto mais fraco.

Quem não tem um amigo tóxico ou manipulador que sabe como usar as palavras para tirar de nós o que quiser, ainda que nós não o queiramos? Quem nunca ouviu uma palavra cheia de ira, ressentimento, dor, rejeição ou tristeza?

Gostemos ou não, a palavra é a forma mais usada pelos humanos para o ato da comunicação. Além disso, é uma troca que deixa marcas. Quem de nós não se lembra de uma frase que tenha causado uma grande dor ou que tenha alegrado um dia cinza?

O poder da palavra: palavras de amor

O poder das palavras não é, no entanto, forte só quando querem machucar. Elas também servem para descrever sentimentos belos como o prazer, a bondade, o amor e o agradecimento.

De fato, fomos capazes na história da linguagem de criar algumas das palavras mais bonitas do mundo para falar daquilo que nos agrada como a beleza, a amizade, a solidariedade e tantas outras coisas que nos deixam encantados.

O que seria do amor sem a palavra? Há algo mais bonito que dizer a uma pessoa que gostamos de tudo que sentimos por ela? Tudo que a pessoa significa em nossa vida?

É evidente que o poder da palavra é enorme para falar com outras pessoas sobre tudo o que é bom e bonito em nossa vida, e esse é provavelmente um dos melhores usos que a palavra pode ter.

O poder da palavra: palavras vazias

Há, também, pessoas capazes de falar e falar e não dizer absolutamente nada. Alguns jovens, por exemplo, têm discursos muito vazios e de fato podem falar por horas, mas geralmente no fim nada daquilo nos acrescentou algo. Algumas pessoas ficam conhecidas pela capacidade de falar durante um período considerável de tempo sem que se possa extrair nenhuma conclusão clara de suas palavras.

Quando essas pessoas ostentam um cargo de responsabilidade, criam uma mescla de raiva, tristeza e impotência nos cidadãos. Raiva porque em sua posição, como representante público por exemplo, há o dever de fazer sentido e demonstrar suas ações e propostas por meio da comunicação. Tristeza porque se sente parte da sociedade que colocou a pessoa no cargo e impotência porque, apesar dos esforços, não se cria qualquer canal de comunicação aberto.

O poder da palavra: palavras que mentem

Por último, gostaria de me referir ao poder da palavra por sua enorme capacidade de produzir e transmitir mentiras, tratando de captar a atenção do interlocutor para dizer a ele algo que, na realidade, não é nada certo.
Assim, ainda que ninguém tenha mentido para você de maneira explícita, somos conscientes de que as mentiras têm um cúmplice muito mais fiel na língua escrita ou falada do que, por exemplo, em nossos gestos.
“As palavras são como moedas, ainda que uma valha por muitas, por vezes muitas não valem nada.”
-Francisco de Quevedo-

É realmente uma pena que a riqueza linguística que temos seja utilizada muitas vezes para insultar, mentir, discriminar ou falsear a realidade, pois nenhuma palavra desse planeta merece ser utilizada para tanto.

A palavra tem um poder enorme. A palavra pode ser fonte de beleza, de poesia, de criação, de amor, de vida, pode ser alimento para a alma e para o positivismo… Mas, como tudo nesse mundo, há um lado obscuro que oprime e tortura, que grita e estrangula.

Infelizmente, cada dia parecem haver mais vozes que tentam fazer com que sua mensagem fique por cima do resto por meio da elevação do tom ou pela gravidade das ações com as quais tentam respaldar suas palavras. Atacam os outros pensando que a validade de sua mensagem dá resguardo moral suficiente para acabar com as vidas de quem se opõe ou permanece indiferente a certas palavras.

A responsabilidade para exercer e desfrutar o poder da palavra é nossa. Utilizá-las para criar, construir, compartilhar, acariciar ou abraçar ao invés de agredir, atacar ou destruir é, no fundo, apenas nossa decisão. Decisão de praticar ou censurar.

FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS