Ninguém perde por dar amor

– Cansei do amor… ninguém valoriza mais.
– Que papo é esse?
– Cansa depositar sentimento pra um dia acabar.
– Mas tudo acaba. Nem por isso deixa de ser bom ou ser válido.
– Mas sinto que tô “gastando” meu amor, saca? Desgastando até.
– Li uma vez que “ninguém perde por dar amor”. Pensa nisso.

Ninguém perde por dar amor. Mesmo.

Já que a gente só pode dar o que a gente tem.
A gente só quer dar o que não nos faz falta.
A gente só vai dar o que for o melhor pros outros e pra gente.
A gente acaba dando o que tem de melhor.
Ninguém perde por dar o que tem de melhor.
Você só multiplica o que já é seu.

Quando você dá seu amor você não deixa de tê-lo.
Amor é a única coisa que você dá e não te deixa no negativo.
Pelo contrário, você se torna mais positivo.
Sente até que ganhou algo.
Se sente completo.

É como se você fosse vazio antes.
Mas dar amor preenche aquele espaço.
Espaço que você de repente nem sabia que existia.
Mas uma vez preenchido, você vai querer que ele fique assim sempre.

Amor é um vício incurável.
E os traficantes mais espertos são os de amor.

Dar seu amor é a coisa mais arriscada e corajosa que você pode fazer.
É arriscado porque nem todo mundo está pronto pra receber.
É arriscado porque nem todo mundo sabe cuidar bem do amor recebido.
É corajoso porque é abrir a porta pra que entrem no seu mundo.
É corajoso porque é entregar seu coração à alguém, apesar do passado.
Mas sempre é a melhor coisa que você pode fazer, por si mesmo.

Quando é com alguém que vale à pena, todo risco e coragem se justificam.
E se não der certo? Azar do outro.
Azar de quem vai deixar de receber seu amor e todas as coisas maravilhosas que você pode ser e fazer.

Então acredite quando digo isso.
Ninguém perde por dar amor.

Sabe quem realmente pode perder?
Quem não acredita nele.
Quem “não está pronto” pra ele.
Quem não tem coragem.
Quem não se arrisca.
Quem fica num casulo.
Quem não valoriza ele.
Quem não sabe recebê-lo.

Perde quem não sabe amar.

FONTEDeu Ruim
TEXTO DEHudson Baroni
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS