Netos: um legado de amor entre pais e filhos

Costuma-se dizer que, com a chegada dos primeiros netos, as pessoas descobrem o que é o amor verdadeiro. É um vínculo que vai além do legado de sangue, é a união entre duas gerações que deixará uma marca emocional permanente, porque não há nada mais satisfatório do que “ser neto” e, depois, “ser avô”.

Por sua vez, com a chegada destes novos membros da família, reformulam-se as relações entre os pais e os filhos: se antes era maravilhoso ser mãe, agora a satisfação aumenta ao ser mãe de uma mãe, ou pai de um pai. É uma etapa a mais em nosso ciclo vital, onde todos podemos nos enriquecer, acabar com as diferenças e estreitar ainda mais nossos laços.

A união entre gerações distantes é, às vezes, mais intensa e especial do que a de gerações mais próximas. Os papéis se relaxam e é estabelecida uma única linguagem: a da cumplicidade, do amor inscrito nas tardes de lanche e as histórias ouvidas no calor da almofada.

A chegada dos netos e a criação de novos vínculos

Entre cada avô, pai e neto há uma interessante trama geracional na qual cada um vai ter que definir sua posição. Nos dias de hoje, todos nós sabemos claramente que os avós são fundamentais para o bem-estar de seus netos, entretanto, sempre aparece a dúvida: “eles também têm a obrigação de educar”?

Sabemos que, em uma sociedade, todos somos responsáveis pela educação das gerações que vierem, começando pelos próprios pais, a escola e, inclusive, os meios de comunicação. Entretanto, os avós já cumpriram seu trabalho de  criação conoscoe agora, com os netos, merecem, sem dúvidas, desenvolver um papel mais relaxado, baseado no cuidado e nesse legado emocional indispensável.

Não há melhor lugar para descansar e sonhar do que no colo dos nossos avós; são nossas vitaminas, são um envoltório carregado de anos e cabelos brancos que escondem, em seu interior, crianças como nós.

De acordo com uma pesquisa realizada pela universidade de Oxford, os avós têm uma responsabilidade vital no do dia a dia de seus netos. À mesma conclusão chegou o Ministério de Saúde e Política Social espanhol, dando um passo além para considerar os avós como peças fundamentais no funcionamento de um país.

 Os avós e seu papel na sociedade atual

Atualmente, os avós exercem papéis importantes na sociedade:

  • Hoje em dia, a expectativa de vida é mais elevada e, na maioria dos lares, tanto os  pais como as mães trabalham, de modo que o cuidado dos netos fica com os avós.
  • Também foi demonstrado que quanto maior a participação dos avós no cuidado das crianças, mais forte é seu bem-estar psíquico.
  • Um outro aspecto a considerar é que a figura dos avós também é indispensável naqueles lares com pais desempregados ou divorciados. O apoio emocional e financeiro que os pais dão aos filhos reverte-se de forma positiva nos netos. Os avós se mostram figuras significativas muito positivas.

A importância dos netos na vida dos avós

Através de seus netos, os avós não só dão continuidade e transcendência, mas além disso, dentro de sua posição geracional, terão que fazer uma reformulação de sua própria vida.

O envelhecimento normal não deveria ser definido apenas por conquistas materiais que uma pessoa conseguiu ao longo de sua vida. O processo de envelhecer com sabedoria é entender que o mais importante são os vínculos criados, dando o valor a essa riqueza emocional que ficará quando já não estiverem aqui.

O melhor legado dos avós para os seus netos é a gratidão

Ensinar os netos a agradecer por cada coisa que os rodeia pode ser um dos melhores legados que um avô pode oferecer a seu neto. Algo curioso feito pelo avós, e que costuma ser reprovado, é o ato de oferecerem muitos mimos aos netos, muito dinheiro às escondidas e sobremesas especiais em dias comuns.

Os avós são sábios e sabem que o melhor legado que podem oferecer para as novas gerações são as marcas emocionais.

  • Oferecer gratidão é uma forma maravilhosa de ensinar o que é o reconhecimento alheio, é permitir que as crianças aprendam a dar valor às coisas e a ver o mundo com mais respeito.
  • A gratidão também é permitir que o mundo não ande tão rápido, é entender que cada coisa tem suas orientações, seus ritmos, seus princípios, que o “Eu quero isto agora” nem sempre é possível nem recomendável. 
  • Outro aspecto essencial é aprender a valorizar o que é realmente importante em nossas vidas. Se as crianças compreenderem isso ainda pequenas, as ajudaremos a crescer em maturidade e em sabedoria.
Meu avô tem a sabedoria de um lobo velho que conhece tudo, suas rugas contam mil histórias e, no entanto, seus olhos são de uma criança que jamais se dá por vencida e que adora ser meu melhor amigo…
FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS