Não desista, ainda que o frio te queime, ainda que o medo te morda

Não te rendas, ainda é tempo
De se ter objetivos e começar de novo,
Aceitar tuas sombras,
Enterrar teus medos

Soltar o lastro,
Retomar o vôo.

Não te rendas que a vida é isso,
Continuar a viagem,
Perseguir teus sonhos,
Destravar o tempo,
Correr os escombros
E destapar o céu.

Não te rendas, por favor, não cedas,
Ainda que o frio queime,
Ainda que o medo morda,
Ainda que o sol se esconda,
E o vento se cale,
Ainda existe fogo na tua alma.
Ainda existe vida nos teus sonhos.

Porque a vida é tua e teu também o desejo
Porque o tens querido e porque eu te quero
Porque existe o vinho e o amor, é certo.
Porque não existem feridas que o tempo não cure.
Abrir as portas,
Tirar as trancas,
Abandonar as muralhas que te protegeram,

Viver a vida e aceitar o desafio,
Recuperar o sorriso,
Ensaiar um canto,
Baixar a guarda e estender as mãos
Abrir as asas
E tentar de novo
Celebrar a vida e se apossar dos céus.

Não te rendas, por favor, não cedas,
Ainda que o frio te queime,
Ainda que o medo te morda,
Ainda que o sol ponha e se cale o vento,
Ainda existe fogo na tua alma,
Ainda existe vida nos teus sonhos
Porque cada dia é um novo começo,
Porque esta é a hora e o melhor momento
Porque não estás sozinho, porque eu te amo

Mario Benedetti.

Uma coisa que sabemos é que às vezes viver é complicado e resistir à influência marítima é ainda mais.

Necessitamos de resiliência. Resiliência significa não desistir, continuar caminhando, cair mil vezes e se levantar mil e uma.

O desejo de abandonar também faz parte de nossa força, paciência e persistência; porque depois de um “não posso” chega um “posso sim, eu consigo”, ressurgindo como uma Fênix das cinzas.

Resiliência, a capacidade de não se render às adversidades e conseguir se adaptar, é a nossa melhor arma contra o esgotamento e resistência que a vida nos oferece.

A verdade é quem ganha a batalha não é quem deixa mais marcas, o que influencia realmente é a batalha em si e sua preparação para ela. Sugiro que você encontre uma palavra para se lembrar todos os dias qual é sua luta, ou uma simples letra que te apoie, C de Coragem, P de Perseverança, A de Aperfeiçoamento, S de Superação … Escolha de acordo com suas lutas e permita-se sonhar, pois os sonhos são as nossas âncoras na vida.

Quando os japoneses consertam objetos quebrados, melhoram a área danificada preenchendo as fissuras com pó de ouro. Esta arte é chamada de Kintsukuroi e o resultado é que a parte danificada não apenas é reparada, mas torna-se ainda mais forte do que antes.

Em vez de esconder suas falhas e rachaduras, as realce e embeleze, pois se tornaram agora as partes mais fortes e bonitas da peça. Nossas rugas da pele são marcas de uma grande vida e muitas histórias para contar.

É importante que nos permitamos o colapso, tocar o fundo nos dá medo excessivo. A chave é não deixar o barco à deriva, não nos conformarmos, o que é realmente valioso é o que conta, é onde colocamos nosso coração.

Derrubar os grandes muros abre diante de nós um novo horizonte, e nos permite colocar outros óculos para contemplarmos a vida, enquanto continuarmos subindo silenciosamente e deixando um abismo para trás.

Então, quando escutarmos o eco desesperado do vazio, ouviremos nossa vida nos dizer: “Resista, porque você vai ser feliz, mas primeiro vou te fazer forte.”

FONTEA Mente é Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS