Não alimente as fofocas alheias, sustente as próprias verdades

Escrito por Marcel Camargo, colunista do Sábias Palavras.
Veja mais sobre Marcel clicando aqui.

Não alimente fofocas baseadas em suposições, assuma seus erros, aceite o que não dá para ser mudado, compreenda que jamais será capaz de agradar a todo mundo, aprenda a esperar a sua vez de falar, de se expor, de aparecer, de agir. É preciso maturidade para lutar pela realização de sonhos, sem ferir, sem machucar, sem diminuir ninguém nesse percurso.

Está cada vez mais difícil encontrarmos pessoas maduras, que agem de forma consciente, aceitando aquilo que não podem mudar, respeitando o outro e lutando pelo que se quer de maneira limpa, não fugindo à ética que deve pautar comportamentos e atitudes em sociedade. A maioria de nós parece estacionar lá na adolescência, mantendo uma postura egoísta e mantendo a ideia de que o mundo foi feito para nos servir e de que as pessoas são obrigadas a nos agradar.

Assuma seus erros, reveja as ações que não deram resultados positivos, tenha a decência de se incluir como um dos causadores de sua própria tristeza. Responsabilizar os outros integralmente pelo que nos desagrada ou dá errado impede a necessária mudança de atitudes perante a vida. A reflexão sobre o que estamos fazendo das nossas vidas, sobre a necessidade de mudarmos para escapar da rede de problemas que nos envolve, será a única forma de diminuirmos a carga negativa que nos rodeia.

Aceite o que não dá para ser mudado, entendendo que não conseguirá obter tudo, não ganhará sempre, nem estará com a razão toda vez. Lide com as frustrações sem culpar o mundo pelas suas agruras, sem revoltar-se contra as pessoas que só querem o seu bem. Cada não recebido pode ser motivo de tristeza e de decepção, mas jamais deverá alimentar sentimentos derrotistas, tampouco movê-lo ao terreno arenoso da desistência de tudo.

Compreenda que jamais será capaz de agradar a todo mundo, que não será querido de forma unânime, que haverá quem deixará de amá-lo. Às vezes, o amor, a afeição, a amizade e os relacionamentos acabam, porque o outro tem o direito de não querer mais estar com você. Não force nada nem ninguém a permanecer em sua vida, pois, na verdade, tudo o que fica sem vontade já foi faz tempo.

Aprenda a esperar a sua vez de falar, de se expor, de aparecer, de agir. Não atropele as vidas alheias para que a sua sempre fique em destaque. Todos temos o nosso lugar no mundo e na vida de alguém, não sendo preciso falar mais que todo mundo, destacar-se em todos os lugares, tampouco diminuir o outro para isso. Quando lutamos com dignidade pelo que queremos, sempre encontraremos um lugar tranquilo, com amor verdadeiro, onde poderemos descansar de nossas lutas diárias.

Não fale dos outros pelas costas, não alimente fofocas baseadas em suposições não comprovadas, não acredite no que ouviu comentarem sem ter visto. Afastar-se da maldade nos mantém em segurança, longe de problemas, impedindo-nos de magoar sem razão, de maldizer sem fundamento, de perder o que é vital em nossas vidas. Quanto mais confiança transparecermos, mais chances teremos de chegar ao lugar certo com as pessoas certas.

O propósito de todo ser humano é ser feliz e a felicidade não nos chega de bandeja. Porém, tentar alcançá-la sem enxergar nada nem ninguém à frente somente servirá para nos desviarmos de todo o bem que a vida sempre nos reserva. É preciso maturidade para aceitar o que não pode ser mudado e continuar firme na luta pela realização de sonhos, sem ferir, sem machucar, sem diminuir ninguém nesse percurso. Enfim, é preciso ser gente crescida para viver com mais chances de ser feliz.

TEXTO DEMarcel Camargo
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS