Miga, sua loca

Miga, que que eu faço com você?

 

Miga, sua loca, que manda áudio de madrugada

Rindo, chorando, dizendo que vai desistir de tudo

E recomeçar, dançar até amanhecer, até ficar maluca

Eu me preocupo com a sua sanidade, miga

Miga, sua loca, que liga pra pessoa errada, na hora errada

E me liga contando que ligou, pra eu fazer alguma coisa

E a gente ri porque, miga, você é uma loca, gente

E tudo bem, já foi, quem nunca ligou quando não devia ligar?

Miga, sua loca, que perde a hora, perde as chaves, pede socorro

E que esquece o que tem que fazer amanhã e depois lembra

E vai lá e faz tudo o que precisa fazer, porque é loca, mas é você

E você nunca foi o tipo de pessoa que deixa alguém na mão

Miga, sua loca, que compra cada saia esquisita

Pra usar com uma sandália errada e esse cabelo que eu fui contra

Porque prefiro como era em 2004, sem essa franja estranha

Mas aí eu olho pra você e pronto, tá toda linda, a diaba

Miga, sua loca, que vai pro carnaval toda frenética

E diz que vai ficar maluca e fica ou não fica ou nem vai

E é feliz de qualquer jeito, de vestido colorido

Sóbria, tomando os birinight, tomando leite com nescau

Miga, sua loca, que tava infeliz, ficou solteira

Aí cansou e achou um namorado mais esquisito que a saia

E pronto, você gosta dele, então acho que eu também gosto

E se der tudo errado outra vez, eu vou estar aqui outra vez (e sempre)

Miga, sua loca, que trabalha horrores quase todo dia do ano

E às vezes fica cansada, mas encara tudo

E se banca, e se garante, e é pilota da própria vida

E me enche de orgulho cada vez que lembro quem você é

Miga, sua loca, que chora porque acha que faz tudo errado

Não faz não, miga, só faz às vezes, várias vezes, às vezes

Mas não importa, a gente sempre ajeita tudo no fim

Porque você é isso aí, miga.

Uma loca, uma louca, uma maluca alucinada.

Miga, sua loca.

Que sorte a minha de ter você na minha vida.

FONTEEstadão
TEXTO DERuth Manus
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS