tumblr_lyy40i5XUD1r57mtto1_500

 

” Há coisas que se dizem. Há outras que pensamos embora não as digamos. Há ainda coisas que nem nos atrevemos a pensar.”.

”(…)tenho medo de gostar muito de ti e não saber o que fazer; tenho medo de querer raptar-te; tenho medo de te agarrar, beijar, e ficar assim com vontade de estar colado a ti até que o tempo deixe de ser tempo. Tenho medo de me deixar ir, a caminhar para um abismo (que pode ser um abismo) e eu não ter travões (…)ontem fiquei colado a ti, até que o cansaço nos doeu (…)”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS