Gosto de ti mas com este beijo selámos uma história que foi intensa e verdadeira

Hoje eu volto para casa mais leve. Mais leve porque consegui fechar um ciclo. E sinto-me especialmente feliz por ter encerrado esse ciclo debaixo da lua brilhante no céu. A mesma lua que selou o começo do nosso amor, hoje selou o fecho do nosso ciclo. Um ciclo que eu levei tanto tempo para fechar e até já imaginava não ter condições de o conseguir fazer.

Hoje eu deixei no teu beijo todas as minhas angústias, toda a minha tristeza, toda a minha decepção, toda a minha agonia. Ali, eu deixei-me esquecer de qualquer dor que ainda sentisse. E com esse beijo selámos uma história que foi intensa e verdadeira durante o tempo em que aconteceu. É tudo o que interessa.

Hoje eu volto para casa mais leve porque finalmente acredito ter tirado de mim essa obsessão por ti. Era disso que eu precisava: um beijo de despedida. Como tinha de ser. Digno de um final. Ou não. Afinal, o único fim é a morte. E talvez nem ela.

Volto para casa mais leve porque consegui sentir o carinho que tu ainda sentes por mim. E isso fez-me bem.

 

Estou mais leve porque tinha de ser no alto daquela montanha, sobre todas as luzes da cidade, sob um céu estrelado, que muitas vezes já cobriu as nossas cabeças e vigiou o nosso amor. O ciclo começou sob um manto de estrelas e tinha de voltar a esse ponto, para encerrar definitivamente todas as voltas que a nossa vida deu nos últimos tempos.

Tu e eu. Ali. Naquele momento.

Este ciclo fecha, mas ninguém pode dizer com certeza o que acontecerá a seguir. Novos ciclos precisam de começar. E quem disse que não pode ser contigo? A nossa história pode voltar a ser nossa. Mas se alguma vez acontecer, que seja sem expectativas, por favor. Porque hoje eu tive a maior prova de que o melhor de tudo acontece quando nada está previsto.

Tudo tem o seu tempo. E eu precisava deste tempo para me libertar, para fechar este ciclo. Do meu jeito. Ao meu ritmo.

Eu gosto de ti. Nunca deixei de gostar. E porque eu gosto de ti, hoje eu só desejo que tu sejas feliz. Muito feliz. E é por isso que eu volto para casa mais leve. Porque hoje eu também sou mais feliz.

TEXTO DEMartha Rocha
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS