Foi apego

Eu gostei de você. Na verdade foi muito além do verbo “gostar”. Foi loucura, burrice, teimosia. Mas era tudo que eu sentia. Eu gostei de você, muito mais do que de mim e das outras pessoas, tudo parecia tão sem cor se você não estava por perto. Me sentia uma criança do seu lado, tudo era mais vibrante.

Eu gostei de você. Até você começar a me decepcionar. E de pouquinho em pouquinho me magoando, me enganando, fazendo pouco caso de mim.

Dia desses reli nossas mensagens, não desde o inicio, pois seria muito cansativo. Mas eu precisava me lembrar o motivo pelo qual deixei de gostar de você. Afinal, a gente se ilude né?! Te confesso que quase caí na sua lábia de novo. Mas, depois que li todas aquelas coisas que você disse, foi outra facada em mim. Parece que me magoou de novo. Mas, dessa vez eu tive chão pra pisar, cabeça pra pensar e entender que tudo isso nunca valeu a pena realmente.

Eu gostei de você. E mudo meu cabelo todos os meses só pra fingir que não sou mais aquela que foi sua um dia. Mas eu fui. E por todas aquelas coisas que escrevi, por todos os dias em que te procurei por aí, e por tudo que você me fez sofrer eu não gosto mais de você. Nem menos. Na verdade é como se todo carinho, mágoa e raiva que eu senti tivesse desaparecido por aí, virado pó.

Eu gostei de você. Mas, gosto mais de mim. Assim. Sem você.

FONTEBendita Cuca
TEXTO DESamantha Silvany
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS