Eu escolho quem quero para minha vida

Eu fico com você porque você quis estar comigo quando nem eu mesma queria. Você me acompanhou nos momentos mais sombrios, quando eu dava as costas a mim mesma. Escolho tê-lo em minha vida porque você me faz ser uma pessoa melhor, porque não sei rir ou chorar como faço ao seu lado.

A verdade é que o escolho porque eu decido quem quero ter por perto, pois esta é das poucas coisas nas quais realmente temos liberdade. E nada me faz mais feliz do que compartilhar minha vida com as pessoas que quero ter ao meu lado.

Eu fico com quer permanecer

Um dos motivos pelos quais quero que você esteja em minha vida é porque você me demonstrou querer permanecer nela. Talvez isso até seja o mais importante: ninguém pode nos preencher melhor do que aquele que deseja fazê-lo honestamente. No momento em que conhecemos novas pessoas não conseguimos descobrir o lugar que ocuparão em nosso dia a dia, mas rapidamente entendemos que cada detalhe conta para permanecer ou ir embora.

Deixe ir quem quer ir

Ao contrário do aconteceu com você, também escolho quem não deve estar em minha vida ou trato de tomar para mim a decisão de perdoar, de decidir se faz falta, de deixar ir ou não. O que acontece é que nada em nossas vidas é uma certeza e muito menos nossas relações: ninguém pode nos assegurar que nossa família biológica, por exemplo, será aquela que chamaremos de família depois.

Quando nos damos conta, crescer é justamente sobreviver a isso: no fundo as pessoas que gostam da gente são realmente a família que temos, a que escolhemos. Para o resto das pessoas que cruzam nossa vida e que são relações tóxicas que não nos trazem nada, é melhor deixá-las ir embora, porque não há melhor presente para aqueles que se vão do que saber perdê-los.

“Me sobra vontade de lhe pedir que fique, mas não o farei. Existem coisas que devem nascer de uma pessoa, como permanecer, querer permanecer.”
-Anônimo-

Sou feliz com as pessoas que me rodeiam

A vantagem de tomar decisões é que podemos nos livrar de muitas coisas que nos causam dano. Com as pessoas ocorre o mesmo: decidir com quem queremos compartilhar nossa vida nos permite apostar na felicidade, em ficar com aqueles que tornam a vida mais forte e mais alegre.

  • É preciso escolher sempre aquelas pessoas que permanecem nos bons e nos maus momentos, aquelas que desfrutam de suas vitórias e compartilham suas derrotas. A maior vantagem de ter ao nosso lado quem gostamos é não saber quem mais sai ganhando na relação.
  • Eu sou feliz e por isso o animo a estar feliz também, aconselho a fugir das pessoas que causam más vibrações e rodear-se de amigos que gostam de verdade de você e que desfrutam da vida. Lembre-se várias vezes por dia do quão importantes são para você caso seja necessário, e demonstre que você também pode ser isso para eles.
  • Não deixe o tempo passar sem tomar a decisão de apreciar a si mesmo e deixar-se ser apreciado: escolha e prefira quem merece estar na sua vida e cuide desta pessoa.
  • Nunca se esqueça de que muitas vezes é mais fácil lembrar-se da má ação e não se lembrar de todas as boas que esta pessoa fez por nós. Saiba perdoar caso queira realmente essa pessoa em sua vida e dê a ela uma oportunidade: você decide.





COMENTÁRIOS