Ela é livre, cara. Ela não é de ninguém. Ela vive de forma leve, mas não é breve. Então, se quiser ter alguma chance com ela, se entregue. Ela tem muito amor pra dar para aquele que reconhecer seu valor, pro cara que mostrar que sabe amar. E ela pode se entregar pra quem bem entender.

E não há nada que você possa falar ou fazer que vá impedi-la de ser feliz.

Ela continuará sendo essa menina que encanta a todos, mesmo quando os problemas insistem em tirá-la do sério.

Ah, e só pra lembrar, com ela não tem nada de mistério. Falo sério.

Ela é simplicidade, verdade e amizade transvestida de mulher.


Ela só quer um amor tranquilo, alguns dias juntinhos e um cara que entenda que ela não é de ninguém, mas que pode escolher ficar ao lado dele, e que se isso acontecer, ele será um dos caras mais sortudos que ainda vivem na face da terra. Até porque não é qualquer um que tem o privilégio de ficar ao lado dela.
Cê pode tê-la em sua vida, desde que entenda que ela é livre, que ela pode não ser exatamente o que você esperava – se bem que no fundo, essa que é a graça – e, principalmente, que ela não é sua, cara.
Com ela não existe ócio. Então se você tentar prendê-la, não vai dar certo. Afinal, pra que prender?

Pô, vai viver. Vai viver com ela, que eu te garanto: será uma aventura e tanto. Claro, se você tiver a sorte de ser o cara que ela vai querer por perto.

 

Escrito por Allison Christian Freitas.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS