Ele te ama, mesmo sem dizer “eu te amo”

Bati um papo com um gênio da lâmpada especializado na realização de desejos do público feminino e descobri um fato extremamente curioso: além de pingentes para a pulseira Life, homens que gostem – e saibam! – chupar perereca, e Nutella que emagrece, as mulheres têm pedido namorados/maridos que tenham o hábito de dizer “Eu te amo”.

Você também pedirá um namorado com esse costume, caso tenha a sorte de chutar uma lâmpada mágica? Sério mesmo? Porque, sinceramente, eu acho que você poderá aproveitar a oportunidade única para fazer pedidos mais inteligentes, como alface sabor pizza, esmaltes que secam em milésimos e limpadores de piscina parecidos com o Malvino Salvador.

Sofrer porque o seu namorado nunca lhe disse “eu te amo” não faz sentido, mulher. E quer saber por quê? Porque ele vive a demonstrar, através de atitudes – que valem mais do que mil palavras, como dizem por aí – o amor imenso que sente por você. Não percebe? Então, por favor, comece a perceber que ele, apesar de não dizer “eu te amo” ou mandar flores, vive a dar provas irrefutáveis do quanto ama você.

Lembra-se da madrugada fria e chuvosa em que ele, sem que você precisasse pedir ou gritar de dor, saiu em busca de um remédio para amenizar a cólica que lhe retorcia por dentro? Ele rodou mais de vinte quilômetros para achar uma farmácia aberta; atitude que, sem dúvida, valeu bem mais do que um “eu te amo” pra cumprir tabela. E não venha me dizer que todos os namorados teriam feito o mesmo. Porque grande parte dos caras que eu conheço nem notaria a sua aflição ou, por preguiça de sair da cama, apenas diria um mero “logo vai passar”, antes de virar para o lado e começar a roncar como um bugio.

Não sei se você sabe, mas o seu namorado tomou uma puta bronca no dia em que, só para lhe ajudar a finalizar o TCC, não foi trabalhar. Não sabe? Aposto que ele lhe disse algo como: “Magina, amor, meu chefe nem percebeu a minha ausência!”. E aposto, também, que você nem notou o quanto a enorme vontade que ele tem de lhe ajudar a triunfar, em tudo, é também uma belíssima e incontestável maneira de “eu te amo”.

Sem contar as vezes em que você é grossa sem motivo algum e que ele, ao invés de retrucar à altura das suas patadas gratuitas e dar corda a uma possível guerra quase nuclear, prefere simplesmente fingir que nem prestou atenção nos seus pontapés verbais. E lhe dar abraços apertados capazes de derreter qualquer mau humor ou raiva sem causa.

E não posso deixar de lembrá-la das muitas horas que ele gasta assistindo a tutoriais do YouTube e conversando com a avó só para aprender a fazer os pratos que você ama. Ou você ainda não percebeu que cozinhar é um ato de amor? Pois é, claro que é! Ele diz “eu te amo” a cada panqueca que faz com carinho, mesmo quando elas não ficam suficientemente bonitas para uma aparição no Instagram. Ele diz “eu te amo” quando, ao gerente do supermercado, reclama da qualidade da berinjela e do manjericão “queimado”, pois acredita que você merece tudo deliciosamente perfeito. Ele diz “eu te amo” sempre que sorri quando você diz: “Amor, quero mais um prato!”. Não consegue perceber?

Então, ao invés de continuar exigindo que ele diga “eu te amo” no fim de todas as ligações e mensagens de texto, comece a valorizar o amor que ele vive a demonstrar através de atitudes que muitos homens que são verdadeiras metralhadoras de “eu te amo” nem sequer pensam em fazer, porque amam só da boca pra fora. Diferente do seu namorado, que lhe ama, de coração, até nos dias em que nem você consegue se amar e nas assustadoras vezes em que a TPM lhe transforma em um ser fácil de ser odiado.

___________
Escrito por Ricardo Coiro

COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS