Desculpe, mas eu não sou um anjo

Então é assim que começa você está aí seguindo sua vida na sua e de repente se depara com situações onde esperam de você um comportamento ou atitude, que se eu bem sei você nunca prometeu a ninguém, não é porque você é mulher, feminina e aparentemente meiga, entre outros atributos, que é a reencarnação da bondade na Terra… Eu, você, suas amigas e toda a população feminina habitante do mundo tem o direito de ser o que quiser inclusive às vezes ser o oposto de um anjo.

Uso a palavra anjo, pois é associada a tudo que há de bom, puro, guardião, doce, amoroso e só eu sei que a expressão “você é meu anjo” remete a um elogio para a maioria das mulheres, porém não para mim e algumas outras espalhadas por aí, se você é uma delas saiba que não está sozinha.

Antes de começar a ler se por acaso você é do tipo garota boazinha e que gosta de ser assim e acha errado ter um lado bom e ruim na mesma embalagem, agradeço por abrir o texto, mas o que irei escrever não é para você. Esse texto é para você que assim como eu e muitas outras mulheres está de saco cheio de serem classificadas pela suposta imagem que deveriam aparentar ter!

Isso mesmo DEVERIAM, mas não somos assim! Somos o tipo de mulher que tem o poder de quando quiser chutar o balde, ser sarcástica, irônica, mandar aquele FDP do seu ex para aquele lugar, às vezes dar o troco por que não?! Não bancar a “falsiane” com gente que você realmente não gosta só para poder fazer social, isso é ser real, alguém que pode sim ter características boas, mas porque não aceitar as julgadas ruins?! Eu me aceito assim, você se ainda não, também deveria.

Podemos ser delicadas quando nos for conveniente, podemos usar saias rodadas e vestidos florais, aparentando ser inocentes e românticas, e até chorar pelas coisas mais bobas inimagináveis, podemos até ser as clássicas “garotas gente boa” aparentemente, mas não se engane não é por que não temos o costume de usar roupas provocantes e de ser sexy ou de agir como a “garota porra louca na balada” que viramos algum tipo de entidade a ser colocada em um pedestal, você que nós  julga assim não se iluda, isso não faz de ninguém um anjo! Por isso não nós cobre num futuro de não sermos o que aparentamos, nós somos mulheres reais convivendo com suas múltiplas facetas que podem ser o que quiserem, no momento que quiserem, e quando quiserem e com quem quiserem.

Ninguém é só bondade e acredito que se fosse seria a mulher mais inacreditavelmente previsível da terra, assim como nenhuma mulher é inteiramente maldade, existem momentos para se ser os dois, e essa medida é a chave para ser você mesma, sem fingimentos, os supostos estereótipos que lhe impõem, e assim ter direito aos seus momentos de mandar todo mundo se foder!

Então hoje quando me classificarem de anjo, a única resposta que me vem à cabeça é “acho que você deveria me conhecer melhor, pois posso ser muitas coisas, mas anjo garanto que não sou, se dúvida, paga pra ver, garanto que irá encontrar outro substantivo bem menos gracioso, porém não diga que eu não avisei”.

FONTESuperela
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS