Carta pra você que me perdeu….

Não consigo dormir, só consigo pensar na vida, na minha vida, na vida dele… Não estamos mais juntos, mas só quero o bem dele. Fico pensando no que ele está fazendo agora, o que ele fará amanhã, depois de amanhã e assim por diante. Só queria que ele abrisse o coração dele, e parasse de olhar só para si mesmo para que pudesse entender os meus motivos. Nosso relacionamento já tinha se acabado, só não conseguíamos admitir um para o outro. De que adiantava continuar?
Com todas as brigas, todos os desentendimentos
Ele tem que concordar, não estava bom. Eu não conseguia mais continuar fingindo que não estava acontecendo nada. Estava completamente sem forças, me sentindo sugada por esse relacionamento cheio de cobranças, incompreensão, falta de respeito, falta de amor próprio. Nós só seremos felizes de verdade quando admitirmos que erramos muito. Erramos desde o começo quando decidimos deixar Deus em segundo plano, erramos quando levantamos a voz um para o outro, quando nos magoamos, quando falamos coisas sem pensar, quando deixamos a raiva tomar conta de nossas atitudes e de nossas palavras, erramos quando perdemos a confiança um no outro, quando tiramos a liberdade um do outro. Sabe sempre admirei o relacionamento dos meus pais, eles se amam, mas também se respeitam, não querem ficar o tempo todo no controle da vida do outro. Não fazem necessário dar satisfações a todo o momento, não ficam fuçando na intimidade do outro, não ficam se controlando. Sabe por quê? Por que existe confiança. Querendo ou não confiança é à base de um relacionamento, até para estabelecer o espaço um do outro.
A minha vida é só minha. A sua vida é só sua. A partir do momento em que vivemos apenas em função do outro, a partir do momento que esquecemos que temos uma vida própria, já não é mais amor, é necessidade, é carência, é tudo, menos amor. Por mais que seja difícil, por mais que gostemos de alguém, às vezes é necessário dizer adeus. É difícil, é, mas não precisa ser pra sempre, é bom lhe dar um tempo para refletir sobre o que os levou a romper, e dar um tempo para o outro também refletir. Refletir sobre sua vida, sobre o que você quer para você e o que você tem de bom para oferecer ao outro. Não adianta se deixar levar pela emoção do momento e voltar, sem antes pensar o que levou vocês a terminarem, ou onde vocês estavam errando. O namoro é um momento de conhecer, de amadurecer. Por que existem tantos casais se separando? Por que não souberam namorar. Como diz o Pe. Fábio de Melo “namoro é para se terminar”, sim, terminar, do que adianta continuar uma relação que está te fazendo mal? Por medo de sofrer? Medo de enfrentar o termino de um relacionamento de meses, ou até de anos? Não tenha medo.
Eu sei você se acomodou, se apegou e não consegue mais imaginar sua vida sem ele, ficou presa na ilusão de que as coisas iriam mudar que ele ia melhorar, que tudo isso iria dar certo. Porém, se continuar com esse pensamento, daqui uns anos você vai estar como mais um desses casais separados. Não tenha medo de enfrentar a dor, os primeiros dias são mais difíceis, mas depois você vai percebendo que foi necessário. Se ele for mesmo seu, pode deixar que Deus se encarrega de colocar ele de volta na sua vida, agora se não for e você não deixar ele ir você nunca vai achar o homem certo. Se permita tentar, se não está bom, se já está desgastado, se você já se decepcionou muito e não aguenta mais, permita se tentar, se dê a chance de ser feliz, de descobrir que você não precisa dele pra se sentir feliz, é bom ter alguém para compartilhar a felicidade com você, mas não projete sua felicidade no outro, não esqueça que a felicidade tem que vir de dentro de você!
TEXTO DEMillena Maciel
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS