Carta de amor que nunca lhe enviarei – Fase: Aceitação

Hoje fui surpreendida com uma mensagem sua. Você não imagina

o quão feliz fiquei, simplesmente apoderou-se de mim uma energia nova e revigorada, uma energia sonhadora que me cegou elevando-me ao céu, assim como Ícaro.

Era apenas uma mensagem de voz, e ouvir sua voz novamente depois de tanto tempo, turvou minha visão, razão e não mais pensei, apenas sonhei. Foram 03 segundos de sua voz, 03 segundos que ouvi repetidamente e que não queria que terminasse, eu apenas queria que aqueles 03 segundos durassem para sempre.

Não resisti, respondi.

E sua resposta, a sua segunda mensagem, agora próxima de 32 segundos nos quais você contou seus planos para o futuro e como ia sua vida, bem, com essa mensagem de 32 segundos eu cheguei ao paraíso e não pude deixar de pensar, uau, que legal que você ainda quer compartilhar um pouco de sua vida comigo! Senti me lisonjeada e novamente sonhei, desejei, viajei.

E após horas ouvindo os 35 segundos de mensagem, me dei conta de que era exatamente isso que sempre teria de você. Eu teria apenas um pouco muito pouco de você, a verdade é que você estava disposto apenas a partilhar um pouco e a distância.

E foi então meu amor, foi então que me dei conta de que a vida lhe presenteia com pouco quando nos contentamos com pouco!

Essa é mais uma carta de amor que nunca lhe enviarei.

celular

TEXTO DESonia Matos
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS