Atenção às escolhas: Elas modelam nossas vidas

Nossas atitudes e escolhas impensadas não nos punem ou castigam. O que acontece é que cada ação traz resultados coerentes de acordo com o que foi feito e escolhido por cada um, não podendo ser diferente a ação do resultado.

 

Você está satisfeito com a sua vida atual e com o resultado de suas escolhas?

Você já parou para refletir sobre as consequências de suas decisões, mesmo aquelas mais simples e aparentemente sem importância?

Você sabia que uma única decisão gera consequências em cascata através de desdobramentos de fatos que muitas vezes não estará mais sob o seu controle de ação e decisão?

Você acredita ter discernimento para escolher todos os aspectos de sua vida?

A sua vida hoje é consequência de suas escolhas anteriores, incluindo comportamentos, sentimentos, posturas e atitudes com relação a você e aos outros, bem como da sua percepção acerca dos fatos e da leitura que faz do seu ambiente. Caso não esteja satisfeito com sua vida atual, este é o momento pra refletir sobre suas decisões e rever comportamentos e atitudes disfuncionais que levaram inevitavelmente ao erro em suas escolhas.

Dizem que errar é humano. Mas, o que é o erro?

Podemos considerar “erro” toda ação (ou inação) que é capaz de gerar sofrimento direto ou indireto a nível pessoal, interpessoal e relacional. Sendo assim, decisões precipitadas, negligentes, egoístas, incorretas, inconsequentes ou inconscientes podem explicar muitos dos nossos sofrimentos e situações desagradáveis ou impactantes na nossa realidade atual, nas quais não fomos suficientemente vigilantes e que inevitavelmente retornará a nós mesmos, pois foram frutos das nossas ações equivocadas perante a vida, a longo ou curto prazo, podendo o resultado de uma escolha perdurar por tempo determinado ou indeterminado, dependendo do caso.

Reconhecer e tentar reparar o erro através dos recursos disponíveis é o ponto-chave pra iniciarmos uma reforma de vida, a fim de definirmos um novo destino, uma nova conduta, uma nova estrada e assim reescrevermos a nossa estória, desta vez mais experientes. Para este fim, é necessária uma “auto reforma”.

A auto reforma ou reforma pessoal requer comprometimento na mudança e sempre se inicia com a auto-observação , bem como de ações e atitudes simples, mas significativas e bem direcionadas após a devida reflexão sobre os pontos que necessitamos mudar e aqueles que precisamos reforçar; não obstante refletir sobre os nossos conceitos, as nossas ações, pensamentos e sentimentos, de modo a crescermos com as situações difíceis da vida, mas também e principalmente converter cada erro em aprendizado, pois neste processo podemos promover crescimento pessoal e espiritual, através da conscientização das consequências de nossos atos e do desenvolvimento do sentimento de responsabilidade e reparação.

Para refletir:

Precisamos estar muito atentos às nossas atitudes para que não cometamos os mesmos erros, as mesmas falhas. Este exame de consciência é crucial no aprimoramento do nosso ser, pois nunca podemos dizer que somos vitimas do destino nem que somos injustiçados pela dor. O fato é que nossas atitudes e escolhas impensadas não nos punem ou castigam. O que acontece é que cada ação traz resultados coerentes de acordo com o que foi feito e escolhido por cada um, não podendo ser diferente a ação do resultado, Sendo assim, você é livre pra escolher o que deseja pra sua vida. No entanto,escolher exige responsabilidade e sacrifícios. Sacrificar algo ou algum aspecto às vezes significativo. Não podemos ter tudo, mas é necessário fazer escolhas com discernimento, antevendo sempre as possíveis consequências.






COMENTÁRIOS