As Quatro Estações do Casamento

Certa vez, ouvi um palestrante dizer que existem quatro estações no casamento.

Conforme ele explicou, começamos como um jovem casal no tempo de primavera da vida, empolgados com o futuro. Em seguida vem o verão, no qual nos envolvemos com nossa profissão e talvez com a educação dos filhos.

Depois do verão vem o outono, quando os filhos saem de casa e nós ficamos sozinhos novamente. Depois, nos últimos anos de vida, experimentamos o inverno. Embora haja certa verdade nessa analogia, ela me parece uma descrição um tanto simplista acerca do casamento.

Minha experiência, tanto em meu próprio casamento quanto no aconselhamento de casais em mais de trinta anos, sugere que os casamentos estão constantemente em estado de transição, passando sempre de uma estação para outra — talvez não todos os anos, como ocorre na natureza, mas é certo que essa transição sempre acontecerá.

Algumas vezes nós nos vemos no inverno — desanimados, desinteressados e insatisfeitos; outras vezes, experimentamos a estação da primavera com sua sinceridade, esperança e expectativa. Em outras ocasiões ainda,apreciamos o calor do verão — ficamos à vontade, relaxados, desfrutando a vida. E depois vem o outono com sua incerteza, negligência e apreensão. O ciclo se repete muitas vezes ao longo da vida de um casamento, assim como as estações se repetem na natureza.

As estações do casamento vêm e vão. Cada uma delas traz em si a possibilidade de termos saúde e felicidade emocional, e cada qual tem os próprios desafios. A chave é desenvolver as habilidades necessárias para melhorar o casamento em todas as quatro estações.

FONTESábias Palavras
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS