Amor que a gente guarda

Escrito por, Taíla Quadros, colunista do Sábias Palavras.

 

Amor que a gente guarda, estraga. Sentimento que a gente esconde embolora, murcha e seca.

Bom é demonstrar no agora o que a gente sente, pois esse é o momento que importa. O que fazemos hoje vai construir o que seremos amanhã. A nossa vida é feita do melhor das alegrias e do que aprendemos com as pedras no caminho.

Amor tem graça, cor e cheiro. Feliz daquele que sabe aproveitar todas as sensações que esse sentimento nos traz. Porque, medo do que vai acontecer daqui para a frente a gente sempre tem, mas não é isso que deve nos prender ao passado ou nos deixar estagnados aonde estamos. Podemos transformar o nosso medo em impulso. Transformá-lo naquela força que nos leva adiante que nos faz enfrentar tudo o que já conhecemos para investir em algo novo. Em algo que ainda não experimentamos. Devemos transformar o nosso medo em coragem.

Aproveite o frio na barriga que chega quando você está prestes a fazer algo importante, que te deixa nervoso, faz parte da graça de todo esse enrosco chamado vida. Quem consegue viver sem sentir nada de especial? Quem aguenta ficar todos os dias na mesma rotina, sem ter nenhuma novidade ou sem fazer algo que mexe com você?

Não se deixe vencer pela preguiça. Cultive os sentimentos bons que você sente. Demonstre-os para quem você gosta. Invista. Corra. Pegue impulso no seu medo e se jogue com tudo. Cada tombo é uma experiência e cada acerto só vem após termos tentado muito.

Não espere que a sorte venha bater à sua porta e lhe entregue a chave da porta da felicidade. Vá atrás. Crie a sua própria chave e experimente até conseguir acertar a fechadura. Nem sempre é de primeira, mas aproveite o caminho, divirta-se, encontre as parcerias ideais para te acompanhar nessa jornada e vá sempre em frente. O mundo está cheio de coisas a descobrir.

TEXTO DETaíla Quadros
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS