Amor impossível?

Escrito por Taíla Quadros, colunista do Sábias Palavras.
Veja mais sobre Taíla clicando aqui.

 

“Te ver e não te querer, é improvável, é impossível.”

Impossível é não querer te ter em meus braços. Não ganhar teus abraços e continuar firme e forte. Esperando a minha chance, esperando coragem para dizer a você o quanto és importante para mim. O quanto eu sinto vontade de te falar, de te amar como nunca amei ninguém.

Sem você, sou o céu sem estrelas, um mar sem as ondas, o Sol sem calor. Sou todos os clichês do mundo e todas as músicas de dor de amor. Quando não te vejo, tudo perde a graça, tudo fica sem cor.

Não sei até quando vou viver sem te sentir perto de mim, sem saber quando vamos poder estar juntos de verdade, se distância ou diferenças, sem horários e desafetos. Eu sei que você me quer também e sei que você quer estar aqui e viver todos os dias ao meu lado. Só não sei o que te impede de vir até aqui, de gritar na minha janela para todo mundo ouvir o quanto sou especial para você.

Decido esperar. A espera que dói, a espera que cansa, mas nunca deixa ir embora a esperança de estar com você, de acordar ao seu lado e ouvir a sua respiração, sentir o calor do teu corpo e o toque macio da sua pele. Imagino como deve ser essa sensação todos os dias e antes de abrir os olhos, já vejo você sorrindo para mim.

Ainda não entendo porque estamos longe um do outro, mas eu sei que um dia vamos nos unir e fazer o que a gente quiser, eu e você, sem se preocupar com os outros, sem querer saber do futuro. Vamos viver o nosso presente como se fosse eterno, aproveitar todos os minutos para fazer parte um do outro e nos tornarmos um todo ainda mais completo.

O importante agora somos apenas eu e você.

Escritores-01

TEXTO DETaíla Quadros
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS