Amor é…

Amor é cuidado, carinho e amizade. É cumplicidade na vida, nos sonhos, nas alegrias e nos insucessos. Na dor e nas palhaçadas.

Amor é morrer de rir de uma piada sem graça, porque nada melhor do que fazê-lo se sentir especial por te arrancar sorrisos e gargalhadas.

Amor é alegria em meio ao caos. É estar morrendo de sono, mas aguentar firme porque o outro, simplesmente, precisa conversar. Amor não é só mãos dadas, mas é colo também.

Amor é o encaixe perfeito. É direção e refúgio. É ter um porto seguro.

Amor é fazer cafuné para ele dormir e encher de beijos para ele acordar.

Amor é ver aquela cara amassada e o cabelo desarrumado e ficar a admirar a imagem mais linda do mundo. Amor é ter com quem contar. E que possa compartilhar teus medos, segredos, neuras e idiotices.

Amor é caminhar juntos, nem na frente nem atrás, mas lado a lado. Amor faz sono passar, sorriso se abrir e olhos brilharem.

Amor é saber ser calmaria quando ele for tempestade. É saber que, ás vezes, ele vai estar em um dia ruim e tudo que poderá fazer é ouvi-lo.

Amor é esperar. É exercitar a paciência e saber que, no final, tudo se ajeita.

Amor é saber a cor preferida e o prato predileto. É cuidar do resfriado, do machucado.

Amor é o que se renova a cada música nova descoberta. É cada momento, inclusive aqueles que é preciso deixar as intensidades para serem leves, juntos.

Amor é a certeza de que se houver brigas, que seja na tentativa de fazer ele enxergar que quer vê-lo feliz, de verdade. Amor não é aceitar tudo, mas procurar entender.

Amor é ser a solução, nunca o problema.

Amor é a gente ser olhado nos olhos, por alguém que nos permite ser, só aquilo que a gente está conseguindo naquele momento. É alguém que nos acolhe do jeito que a gente é, ou do jeito que a gente está.

Amor é deixá-lo a vontade para ser exatamente aquilo que é. Não ficar exigindo, não pedir para mudar, nem criticar gratuitamente. Amor não é a expectativa, e sim a realidade, a verdade, nua e crua.

Amor é acolher aquele que tem qualidades e defeitos, sem tornar isso um peso.

Amor é descobrir a perfeição no imperfeito.

Amor é a pessoa que está ao teu lado, te fazer esquecer dos defeitos que tem, e não lembrá-lo a todo momento de todos eles. Porque quem ama de verdade não aponta o passado e sim aponta sempre o futuro. Apontar para o que você fez ou deixou de fazer, muitos apontam. Mas é preciso alguém que não precise olhar o que você fez ou não, e olhe apenas aquilo que ainda poderá ser feito.

Amor é aquilo que preenche lacunas que nem sabia que existiam. É saber dizer algo para ele, sem que ele se sinta diminído ou humilhado.

Amor é estar livre de obrigações, porque o que fizer a ele, será por puro prazer em fazer. É saber que não existe o tempo. Uma hora juntos, equivale a um segundo. Um segundo longe é como longos dias sombrios.

Amor é ter a pessoa favorita no mundo todo. É contar os segundos para reencontrar. É ter para quem voltar.

Amor é saber para onde quer ir. Onde quer chegar. É saber, ser. É querer estar. E ali, permanecer.

(“Eu prometo te ajudar a amar a vida e sempre te abraçar com carinho, a ter a paciência que o amor exige. Falar quando as palavras forem necessárias e fazer silêncio quando não forem. A viver no aconchego do teu coração e sempre chamar de casa. Eu juro amar você avidamente em todas as suas formas, agora e para sempre. E prometo nunca esquecer que esse é um amor que só acontece uma vez na vida… “)

Dedicado ao homem que sabe ser o diferencial e suficientemente, o bastante, para mim. (…….)
Fonte: Escrito por Aline Melhado colunista The Secret (O Segredo)

COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS