A mulher da sua vida

Você encontrou a mulher da sua vida. Você sabe que encontrou.
Você encontrou a mulher que você nunca esquecerá. A mulher que os seus amigos nunca esquecerão. A mulher que a sua família nunca esquecerá. A mulher que os seus cachorros nunca esquecerão. A mulher que a sua cama nunca esquecerá.
Você encontrou a mulher capaz de mudar os seus dias, a sua casa, a sua vida e você inteirinho.
Capaz de te fazer se dedicar mais aos estudos. Capaz de te fazer tomar um rumo no trabalho. Capaz de te fazer cortar o cabelo todo mês. Capaz de te fazer achar graça nas piadas do Joãozinho. Capaz de te fazer ouvir os estilos musicais que você nunca imaginou ouvir. Capaz de te fazer comer as comidas que você sempre torceu o nariz. Capaz de tirar o melhor de você. Porque ela era o melhor de você.
Você encontrou a mulher capaz de ser o que você sempre esperou que as anteriores fossem e que as posteriores nunca serão.

Você que sempre se sentiu perdido, se encontrava nos abraços dela. Você que sempre duvidou do amor, achava todas as certezas nos olhos dela. Você que sempre desconfiou das pessoas, confiava até nas mentiras dela. Você que nunca amou, a amava – mesmo sem saber que a amava.

Você sabe que igual a ela, nunca mais, não sabe?
Você sabe que ela era um presente único, não sabe?
Você sabe que ela chorava baixinho quando você ia embora, não sabe?
Você sabe que a magoou profundamente, não sabe?
Você sabe que perdeu a mulher da sua vida, não sabe?
Não, você não sabe. Você não sabe de nada.
Porque se soubesse de alguma coisa, nunca a teria deixado ir embora.

Se você soubesse do que todo mundo a sua volta sabia o tempo todo, você a teria agarrado forte nos braços e dito o quanto a amava. Teria feito que ela soltasse aquela gargalhada alta que você secretamente adorava. Teria ido com ela aos lugares que ela sempre quis ir. Teria realizado os planos que ela mentalmente fazia com você. Teria enchido um pouco mais a taça de vinho. Teria ficado até o final da noite. E teria sido o homem da vida dela também.

Você encontrou alguém para ficar pra sempre ao lado. E aí você não ficou.
Você encontrou a felicidade cara a cara. E aí você virou as costas.
Você encontrou o amor que sempre quis encontrar. E aí você foi embora.
Você encontrou a mulher da sua vida. E aí você a perdeu.

E por mais que você a procure em outras bocas, em outros braços, em outras risadas, em outras camas, nunca mais a encontrará. Porque só ela tinha gosto dela. Só ela soava como ela. Só ela cheirava como ela. Só ela era ela. E nenhuma outra nunca mais será a mulher da sua vida. Porque mulher da vida é uma só, garoto. E era ela. E você a perdeu.

 

FONTEDeu Ruim
TEXTO DEMarina Barbieri
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS