A menina ficou no passado, agora encaro tudo como mulher

Escrito por Monika Jordão, colunista do Sábias Palavras.
Veja mais sobre Monika clicando aqui.

 

Diante do espelho eu estava me olhando e não me reconhecia. Quem era aquela? Quem é você? Quem sou eu?

 

Me perdoe, mas você precisa partir. Você não cabe mais aqui, seu tempo já passou e eu preciso me reinventar. Você fez sua parte bem feita. Foi boa filha, boa amiga, boa namorada, boa aluna, enfim… Você foi boa até demais! Agora chegou a hora de mudar de atitude, de perspectiva, de objetivos e de ângulo.

 

Vou mudar nosso caminho, nosso destino ou apenas nossa rotina. Preciso de novas experiências, novas histórias e novos encontros. A vida está aí, passando diante dos meus olhos… As pessoas vieram, partiram e eu permaneci aqui. Eu não, você! Mas agora você vai partir para dar lugar a mim. A mulher que nasceu aqui dentro e que agora quer sair para tomar as rédeas da situação.

 

Não sei quando aconteceu, mas em algum momento eu me perdi de você. Me perdi de mim, dos meus sonhos, dos meus objetivos… Me anulei diante da vida e assim não podemos continuar. Preciso tomar uma atitude. E precisa ser agora!

 

Eu e você, você e eu. Continuaremos a ser a mesma pessoa. Sempre me lembrarei da nossa linda infância e nossa bagunçada juventude com muito carinho. Mas passado é passado e o presente está aqui, nesse exato instante, ordenando que eu seja nova.

 

De hoje em diante você fica aqui, no reflexo do espelho e eu vou sair por aí, vivendo e descobrindo em que nos tornamos. Sei que seremos felizes e prometo que vou cuidar de tudo. Mas de maneira diferente, mais madura, mais leve e mais ampla. Vou parar de olhar para os lados e agora vou olhar e caminhar apenas para frente. O futuro está aí, no próximo segundo. Não posso mais perder tempo.

 

Preciso viver a verdade, a nossa verdade. Não quero mais amores destrutivos, não vou mais de dedicar às pessoas que não nos merecem. Vou manter minhas amigas por perto, mas apenas as verdadeiras. Vou continuar cuidando da saúde e prometo seguir a dieta. Mas eu quero correr o mundo, conhecer novos horizontes, novos ares e novas vistas. Quero comer pizza sem peso na consciência, quero beijos roubados, quero leveza, astral e saudade. Quero rir do que me alegra e chorar as minhas dores sem vergonha. Quero acreditar que a felicidade existe e basta. Quero esquecer um pouco os problemas, as contas e os desencontros. Quero correr sem pensar, sem cansar, sem pesar. Quero a coragem e a covardia de um amor. Vou pular de paraquedas, aprender a surfar e tomar uma dose de Busca Vida.

 

Eu sei que nunca pensei em fazer as coisas assim, no impulso, mas calcular demais não deu certo. Me perdoa, mas agora você precisa ir embora. E quando você virar as costas eu vou gritar. Vou me reinventar e tenho certeza que serei criativa.

Escritores4-01

TEXTO DEMonika Jordão
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS