8 sintomas de um desequilíbrio hormonal que você pode estar ignorando

Ainda que essas condições possam aparecer de forma isolada e sem ter relação com nenhum outro aspecto é conveniente verificar se sua origem está em um descontrole hormonal para poder solucioná-lo.

Os hormônios desempenham um papel principal na saúde de nosso corpo, já que intervêm nas funções da maioria dos órgãos.

São transmissores químicos que se encarregam de estimular o funcionamento das células. Regulam nossos processos psicológicos ao longo da vida.

Visto que participam de forma ativa no metabolismo, no crescimento e nas funções sexuais, seu equilíbrio é fundamental para o bem-estar.

Quando apresentam algum tipo de alteração em sua atividade, são desencadeados uma serie de sintomas que chegam a afetar à qualidade de vida.

Muitos ignoram que sua aparição tem a ver com um descontrole hormonal e tendem a confundi-lo com transtornos mais comuns.

Contudo, sabendo como se manifestam e o impacto que têm na saúde, é mais fácil identificá-los.

Nesta oportunidade queremos compartilhar 8 sinais que, ainda que sejam comuns, é bom leva-los em conta como advertência.

1. Acumulação de gordura abdominal

Mulher com gordura abdominal por causa de desequilíbrio hormonal

A acumulação de gordura abdominal e a perda de massa muscular são sintomas comuns dos problemas no sistema endócrino, quase sempre associados com o estresse.

Ambos podem ser o resultado de um mal habito alimentar, por isso é importante levar em conta que têm a ver com descontroles hormonais que alteram o metabolismo.

Quer conhecer mais? Leia: Rituais matinais para acelerar seu metabolismo

2. Perda da libido

Os baixos níveis de estrogênio na mulher costumam causar problemas em sua vida intima, em especial porque começam a sentir dor ao manter relações sexuais.

Este tipo de alteração hormonal diminui consideravelmente a libido e, assim, podem influenciar no estado de ânimo.

3. Dificuldades cognitivas

Cérebro durante o desequilíbrio hormonal

A perda da memória, o estresse e as dificuldades para pensar com clareza são sintomas cognitivos dos descontroles hormonais.

Em geral, aumentam os níveis de uma substância química chamada cortisol, relacionada com os episódios de estresse e o desenvolvimento de algumas doenças.

4. Alterações de humor

O nervosismo, a irritabilidade e outras alterações de humor bruscas passam a ser comuns nos transtornos hormonais durante o período menstrual e a menopausa.

É comum que a mulher apresente sensibilidade, depressão e uma série de emoções que a impeçam de sentir bem-estar.

Tudo indica que esses sintomas se desencadeiam pela alteração do estrogênio e da progesterona.

5. Sufocos (ondas de calor) e sudorese noturna

Mulher com calor devido a desequilíbrios hormonais

Estes tipos de sintomas estão relacionados com as alterações hormonais que ocorrem durante a menopausa. Contudo, sua aparição pode ocorrer em idades mais precoces.

Ainda que se pense que os níveis baixos de estrogênios sejam sua causa, agora se sabe que podem ocorrer por um déficit de progesterona ou alterações nas glândulas suprarrenais e na tireoide.

Esses sistemas são muito sensíveis às alterações, em especial quando se expõem a fatores que interferem em sua atividade hormonal.

6. Secura vaginal

A diminuição nos níveis de estrogênios pode causar alterações no pH vaginal, afetando seu fluxo ou a lubrificação natural.

A secura da área intima afeta de forma direta a vida sexual, pois aumenta a sensibilidade e provoca dor durante o ato sexual.

Costuma ser comum nas mulheres que chegam à etapa da menopausa. Mas também pode aparecer de forma prematura por outros tipos de desequilíbrios.

7. Fatiga constante

Mulher com cansaço por desequilíbrios hormonais

A maioria das pessoas atravessa algum episódio de fatiga crônica vinculada ao estresse, ao excesso de atividade física ou alguma doença comum.

Porém, quando se apresenta de forma contínua, é provável que seja causada pelo hipotireoidismo.

Esta doença afeta o ritmo do metabolismo e, dado que os hormônios diminuem sua atividade, desencadeia dificuldades no sistema cardiovascular e na digestão.

8. Dores de cabeça e enxaqueca

As mudanças na atividade dos hormônios femininos podem causar fortes dores de cabeça e episódios contínuos de enxaqueca.

Os desequilíbrios que ocorrem durante certos momentos do ciclo menstrual, ou na menopausa, aumentam as cefaleias associadas à tensão e ao excesso de inflamação.

Também tende a aparecer por desregulação na função da tireoide, por sua já mencionada deficiência de hormônios ou por sua produção excessiva (hipertireoidismo).

Identifica esses sintomas? Procure um médico para determinar a relação que seu corpo tem com a atividade hormonal.

Assim, o médico se encarregará de recomendar o tratamento apropriado para controlá-la.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS