6 etapas dos relacionamentos

Os relacionamentos crescem, evoluem e mudam, em função de etapas bem diferenciadas e definidas. Isso explica por que não sentimos o mesmo depois que passaram alguns anos de relacionamento do que quando nos conhecemos. Conhecer estas etapas nos traz segurança e tranquilidade na forma de focar as diferenças, assim como para resolver os conflitos ou sentimentos encontrados.

Assim como nós mudamos, aprendemos, crescemos e amadurecemos, isso também ocorre com os relacionamentos, e identificar estas mudanças nos ajudará a desfrutar plenamente da relação com a pessoa escolhida para compartilhar a nossa vida.

Fases dos relacionamentos

1. Paixão

A paixão é uma etapa de emoções intensas, “frio na barriga” e fortes desejos de ficar junto da pessoa amada. O desejo e a paixão, com ou sem atividade sexual, se convertem nos ingredientes principais desta etapa, que fazem aflorar uma intensa fantasia e criatividade, com a qual surpreender à outra pessoa.

Na paixão toda a atenção está nos aspectos comuns que os apaixonados compartilham. Portanto, o entendimento e a compreensão estão presentes nos seus encontros, sem perceber apenas os aspectos que os diferenciam como pessoas distintas.

Devido à magia do momento e dos encontros desejados, tendem-se a evitar as discussões e os conflitos. Portanto, o começo nos relacionamentos é com uma etapa especial e apaixonante, de descobrimento do outro, a qual gostaríamos que não acabasse nunca.

2. Conhecimento

Nesta etapa, a paixão dá lugar ao conhecimento mais profundo e íntimo da outra pessoa.E necessariamente, ao descobrimento das diferenças e peculiaridades de ambos…

Cada pessoa, única e singular, começa a se mostrar como é realmente, na sua totalidade e autonomia. Cada pessoa começa a compartilhar as suas experiências e vivências pessoais. Já não há tanta idealização, mas o encontro começa a ser mais real.

“Lembre-se de que o maior amor e as maiores conquistas têm maiores riscos.”
-Anônimo-

3. Convivência

O casal se estabelece como tal após um período de conhecimento de ambos, onde a atenção principalmente esteve na projeção de uma vida em comum e em projetos. Decide-se compartilhar uma vida, desde a convivência e o lar escolhido por ambos.

A atividade sexual descende, devido à rotina, as responsabilidades e os encargos. O amor do casal se expressa de forma mais afetiva, respeitosa e em forma de apoio e entendimento por uma vida em comum. Podem surgir diferenças na maneira de resolver os conflitos, e será necessária a busca de acordos e negociações.

4. Autoafirmação

Depois de um tempo de convivência, de desejar compartilhar tudo, surgem as necessidades individuais e a defesa das mesmas.  É o momento de planejar fazer atividades separados, respeitando o vínculo e compromisso estabelecido no casal. Nesta etapa podem surgir conflitos devido a crises pessoais não resolvidas.

É como um reencontro consigo após ter estado uma temporada centrados no outro e no relacionamento. Ao surgirem de novo as necessidades individuais, cada um dos membros do casal, decide centrar-se em si, pelo menos durante alguns momentos.

5. Crescimento

Chegado até aqui, o casal decide aprofundar o seu relacionamento, que se torna mais maduro e estável. É o momento de tomar decisões como a de realizar projetos em comum, como construir uma família.

É uma etapa onde aparece de novo o sonho, a emoção e o entusiasmo por compartilhar o que ambos decidiram criar. Para seguir construindo entre os dois o seu futuro e projeto de vida juntos.

“O amor são duas almas que se veem através dos corpos.”
-Anônimo-

6. Adaptação

A vida segue e acontecem as mudanças. Se o casal se adapta a elas, se consolida e amadurece. É um momento para o casal de consolidação ou rompimento, já que questionam a escala de valores pessoais e a compartilhada. Surgem novos interesses devido às mudanças, como a independência dos filhos, a aposentadoria, doenças, etc..

Pode ser uma etapa de reencontro, já que as exigências, responsabilidades e cargas da vida são menores, e podemos voltar a centrar-nos no relacionamento para compartilhar novos projetos, como foi no início do relacionamento.

FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS