5 mentiras que contamos para não sair da zona de conforto

“Muitas pessoas vivem dentro de circunstâncias infelizes e ainda não vai tomar a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformidade, e conservação, as quais podem aparecer para dar uma paz de espírito, mas na realidade nada é mais prejudicial para o espírito aventureiro dentro de um homem que um futuro seguro. O núcleo básico de espírito de um homem vivo é a sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências e, portanto, não há maior alegria do que ter um horizonte sem fim alterando, para cada dia para ter um sol novo e diferente. Se você deseja obter mais da vida, você deve perder a sua inclinação para a segurança monótona e adotar um estilo de atabalhoadamente de vida que a princípio parece que você seja louco. Mas uma vez que você se acostumar com uma vida que você vai ver o seu sentido pleno e sua beleza incrível.” – Trecho do livro ‘Na Natureza Selvagem’

zona-de-conforto

A psicóloga Jennifer Delgado escreveu um artigo explicando como a zona de conforto não é benéfica para o desenvolvimento pessoal, usando tal artigo como base, você irá conferir cinco mentiras que nos fazem acreditar que está tudo bem e nos prendem a uma vida segura, porém sem grandes desafios e crescimentos.

1. “Eu não tenho por que fazer”

Eis uma grande mentira, muitas vezes deixamos nossas motivações de lado e damos espaço ao desanimo. Há sempre motivos para fazer algo, nem que seja somente pelo desafio, afinal, certamente ele lhe trará benefícios.

Quando pensar que não tem motivos para fazer algo novo, lembre-se que o simples fato de crescer e descobrir são razões mais que suficientes” diz Jennifer

11026024_979696318707289_3312712196292860813_n

2. “Não é o momento certo”

Quantas vezes você já adiou algo importante pensando dessa forma? Você já parou para pensar que raras vão ser as ocasiões perfeitas para fazer uma coisa? E que se você esperá-las, pouco irá conseguir fazer?

É claro que a psicóloga observa que ninguém vai se lançar a uma aventura sem analisar os prós e os contras, porém diz que o medo do fracasso é o que está por trás desse pensamento.

10450585_862242697168255_1876171289725416342_n

3. “Vou começar quando …”

Então além de esperar o tempo certo, você irá esperar um acontecimento específico para fazer aquilo que você quer fazer? Por que tanta espera, quando vivemos uma vida tão imediata? Quando nem ao menos temos certeza do futuro.

Se você quer, de fato, buscar algo, corre e busque.

quando a vida omeça

4. “Não é para mim”

Ok, você pode ter ouvido alguém dizer que uma coisa é para poucos, mas você dizer isso para si? Espere um minuto, pense por algum tempo. Será?

Aqui esconde-se a ideia de que você não é bom o suficiente, ideia esta que irá travar todas as suas conquistas. Se algo é para poucos, então é para você.

5. “Eu não sei como fazer”

O novo assusta e Jennifer diz que essa é uma desculpa comum para se manter na zona de conforto e não enfrentar o desafio. Nada é realmente difícil se houver total dedicação, pois eventualmente, você terá domínio daquilo que tanto pesquisou.

Não existe melhor motivo para aprender do que não saber.

10703785_332356600282963_1657250068798407702_n

Daqui a alguns anos você estará mais arrependido pelas coisas que não fez do que pelas que fez. Então solte suas amarras. Afaste-se do porto seguro. Agarre o vento em suas velas. Explore. Sonhe. Descubra. – Mark Twain

FONTEEquilíbrio Em Vida
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS