5 frases que ferem seu parceiro

É perfeitamente normal que ocorram discussões em um relacionamento. Quem não discute? Se não existirem é porque a relação, provavelmente, é muito fria; tanto que nem sequer há lugar para recriminações. Onde há amor, também há um pouco de ódio, e isso não é motivo para preocupar ninguém.

Dito isso, também deve-se notar que uma coisa é se chatear e ficar irritado por um momento, outra muito diferente é emitir expressões com alto conteúdo agressivo, que podem ferir seriamente seu parceiro.

Se as expressões de raiva giram em torno de alguma inconformidade ou  preocupação, podem causar tensão, mas não feridas profundas. Entretanto, se o tom do conflito se elevar e as mensagens forem dirigidas para degradar ou desqualificar o parceiro, e não para expressar uma chateação, o assunto se torna mais complicado.

A seguir contamos quais são as expressões que você deve evitar a todo custo se quiser manter um relacionamento saudável.

A violência é o último recurso do incompetente.
– Isaac Asimov-

relacionamento

Cala a boca!

Os silêncios impostos são altamente agressivos. Impedir que uma pessoa diga o que pensa ou sente equivale a anulá-la por completo. Não há nenhuma razão válida para que você exija que seu parceiro pare de falar, esteja ele dizendo alguma loucura ou algo que o irrita muito.

Se você não se sente capaz de escutar a pessoa, simplesmente peça que suspendam a conversa e que a retomem quando ambos estiverem mais calmos.

É muito provável que sua exigência de que a pessoa se cale não seja bem sucedida, e acabe colocando um fim na comunicação entre os dois.

Adjetivos ofensivos

Bem dizem por aí que “a língua é o único músculo que quebra ossos”. O amor próprio de uma pessoa fica muito ferido quando se referem a ela como “cachorro”, “puta”, “tarado”, “burra”, ou termos similares.

Os adjetivos ofensivos não têm outra intenção além de humilhar o outro. Buscam diminuir, rebaixar e, às vezes, até mesmo despojar da condição de pessoa. Por essa razão chega-se, inclusive, a utilizar o nome de um animal para ofender o outro.

Esse tipo de adjetivo é um golpe baixo dentro de uma discussão. Causam raiva e dor em quem os recebe e, certamente, culpa em quem os gera.

ofensas

As ameaças

Um dos caminhos mais rápidos para perder o respeito entre duas pessoas é o de terminar a relação cada vez que surge um problema, para logo se arrepender e pedir uma reconciliação.

“Acabou tudo!” é uma das frases que podem aparecer quando um casal discute. Se você não estiver disposto a terminar de verdade, é melhor não dizer nada. Se você fizer isso, é porque, na verdade, não quer resolver um problema… apenas manipular seu parceiro com a ameaça de abandono.

Dessas ameaças, fica apenas um ressentimento com o outro e uma falta de credibilidade em você. Com isso, a comunicação fica viciada e marcada pela ideia de que as palavras não têm valor. Que são ditas por dizer e que nada deve ser levado a sério.

Os insultos contra a família

Falar mal da família do outro é outro daqueles golpes baixos que causam fortes ressentimentos. Frases como “Cada vez você se parece mais com a sua mãe”, “Tomara que você não seja um fracassado como o seu irmão”, são inaceitáveis.

Estas frases são a evidência de que há um forte desejo de agredir, não de defender uma opinião ou uma forma de agir. Sua intenção é ferir e, por essa mesma razão, acabam aumentando o problema, qualquer que seja ele.

brigas

Não te suporto!

Declarar que seu parceiro é insuportável é equivalente a afirmar que sua forma de sentir, de pensar ou de agir não tem vez em seu mundo emocional. Trata-se de uma forma de rejeição com alto componente afetivo.

Expressões como esta geram um forte bloqueio na comunicação do casal. Implicam uma grande dificuldade para alcançar a aceitação mútua e uma negação em compreender.

É normal que, em um relacionamento, existam dificuldades e que, às vezes, elas aumentem o tom da conversa. Mas, para manter sua saúde boa mental e construir um relacionamento saudável, você deve evitar que a raiva o leve a emitir mensagens que, com toda segurança, terão graves consequências no futuro.

 

FONTEA Mente É Maravilhosa
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS