33 razões para sobreviver ao fim de um amor

Seu mundo caiu. Você já não sabe mais a ordem da vida, por onde começar ou recomeçar a existir. Fique calmo e respire fundo. Essa é uma lista pensada em te ajudar a entender e sobreviver ao fim de um relacionamento. Você encontrará alguns porquês e outras tantas razões para seguir adiante. No fim das contas, o importante é seguir. A lista e em frente.

1 — Você não nasceu grudado em ninguém, portanto, não tem porque deixar de existir como indivíduo. Lembre-se; nascemos sós, morremos sós.

2 — A vida não se resume em um único ser. Viver é um exercício e um dever voltado para si. O foco deve ser sempre em você, depois, no outro.

3 — Um amor não pode ser maior que o seu amor próprio. Voltamos ao velho ditado: se você não se amar, ninguém vai te amar. Simples assim. E funciona mesmo.

4 — Rupturas amorosas ajudam a estabelecer novos desafios e metas. Aquele mestrado que você deixou pra depois porque não tinha tempo, a dieta que não foi levada tão a sério…

5 — Você vai notar que sobreviveu ao tsunami, por mais destruído que esteja. E se sentirá inesperadamente mais forte e mais preparado para as próximas ondas. Sim, esteja certo de que novas ondas virão!

6 — Autoconhecimento. Essa a hora de mergulhar em si, se entender, se redescobrir. Desvincular os seus gostos dos gostos de outra pessoa, assumir quem você é sem interferência de ninguém.

7 — Você existe, pensa, quer… E faz! Faça tudo o que sempre quis fazer e não fez, porque sua preocupação era não contrariar o parceiro.

8 — Viaje. Faça aquela viagem dos sonhos porque você merece!

9 — Se permita gastar com você mesmo, tirar um dia para cuidar da aparência, ir às compras, comer besteiras. Vá ao cinema, saia para tomar um chope sem hora para voltar, dance até o dia amanhecer! Ou não faça nada. Mas se libere para seguir as próprias vontades.

10 — Essa é uma ótima oportunidade para voltar aos antigos hobbies e adquirir novos. Volte a pintar, comece a fazer um pequeno jardim, aprenda a tocar violão, colecione cartões postais…

11 — Retome o contato com os velhos amigos, aqueles que ficaram de lado depois que você esqueceu que tem a sua própria vida, sua própria família. Sempre há tempo para tomar as rédeas da nossa existência.

12 — Aproveite para se reavaliar como ser humano e como parceiro. Procure entender os seus defeitos e os seus erros. Descubra o que você pode e consegue melhorar para o seu próprio bem.

13 — Cuide de si mesmo. Coma bem, durma bem, esteja bem com você para estar bem com os outros. Amigos são companheiros, mas até eles se cansam do seu mal humor.

14 — Desapegue da síndrome da posse. Ninguém é dono de ninguém.

15 — Relacionamentos foram feitos para acabar: ou pela separação ou pela morte.

16 — Viaje de novo. Viaje sozinho. É uma ótima oportunidade para adquirir conhecimento, conhecer lugares, pessoas, fazer novos amigos.

17 — Existem coisas mais importantes do que depositar toda a importância do mundo em cima de outra pessoa; por exemplo, a família, o cachorro, a internet, um bom livro…

18 — A vida é uma roda-gigante. Um dia estamos em cima, no outro, embaixo. Se ela está parada é porque outras pessoas estão embarcando. Se ela estiver embaixo, tenha paciência.

19 — Ninguém morre de amor. Isso é muito romântico para os dias de hoje. Antigamente costumava-se dizer que as pessoas morriam de amor quando, na verdade, morriam de fome, de alguma doença, ou de qualquer outra coisa.

20 — Respeite a sua tristeza. Viva-a para não ter que voltar a ela. Sinta. Chore. Grite. Esperneie. Amanhã finja que nada aconteceu.

21 — Assim como esse relacionamento não foi o primeiro, ele também não será o último. Você vai continuar se apaixonando. Ainda bem.

22 — É hora de se desintoxicar de tudo o que te fez mal, de todos os traumas, todos os medos e angústias. O sofrimento acabou.

23 — Momento de virar a página da sua vida. Mude de casa, mude os móveis de lugar. Mude o corte de cabelo, o trajeto para o trabalho, a cor da parede, os porta-retratos, e por aí vai.

24 — Viaje com a galera. Uma viagem só de mulheres ou com os amigos. Você se sentirá livre e ao mesmo tempo acolhido.

25 — As pessoas são diferentes umas das outras. Não é porque as coisas não deram certo com um, que não darão certo com outro. E quem disse que não deu certo?

26 — Não cometa os mesmo erros do passado e não assuma que as histórias se repetem. Círculos viciosos precisam ser quebrados.

27 — O pensamento atrai, portanto, seu novo mantra será: o melhor está por chegar!

28 — Não dê o gostinho ao passado de que ele é tão importante assim. Seja mais você e demonstre isso. Ao menos do lado de fora.

29 — Ainda bem que a vida é feita de imprevistos! Isso inclui novos planos, que inclui novos horizontes, que inclui novos romances.

30 — Não se reprima. Paquere. Você é um pessoa livre.

31 — Você não precisa mais aturar a sogra, a irmã mais nova e o amigo chato. Aleluia!

32 — Nada dura para sempre. Tudo dura o tempo que tem que durar. Abra mão do que não faz mais parte da sua realidade.

33 — Não se feche para a vida. Se abra. Escancare os seus portões e encare a vida de frente!

FONTERevista Bula
TEXTO DEKaren Curi
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS