17 fatos que dividem a vida antes e depois do Whatsapp

1- A conversa de telefone dos sonhos

O recurso de voz nos trouxe um tipo de interação em que você pode ouvir, elaborar por horas a resposta e depois responder. Da pra pensar bem antes daquele impulso de dizer o que não deveria. Se a internet abalou as locadoras de vídeo, a indústria jornalística e fonográfica, o Whatsapp virou uma grande dor de cabeça para as empresas de telefonia.

2- Estava alcoolizado e falei sem pensar

Mas, o áudio pode ser também um recurso que facilita nosso lado leviano (principalmente alcoolizados), na linha pensei-falei-afinal- não-to-gastando-créditos. E pior, você bate boca com alguém, mas num pode dar abraço de reconciliação logo em seguida. Facilita o rancor à distância.

 3- A maldade intimista

Os chats de Whatsapp ultrapassam a proposta da inocente reunião entre amigos. Já que no Facebook dizer algo polêmico ou politicamente incorreto pode gerar censura e barracos em público, o veneno migrou para os grupos do Whatsapp onde você agrega pessoas mais próximas. Estando num ambiente em que você está mais seguro para as declarações maldosas, o veneno rola a solta sem filtro.

4- A nova convivência em família

Se só víamos alguns tios e primos no natal, agora é possível estarmos com eles todos os dias. O chat permite esse sinal de fumaça cotidiana, e redefiniu nossas relações com a família menos próxima, inclusive no sentido “plantão de notícias” em que a gente fica sabendo de forma instantânea das manchetes cotidianas de cada um ou da postura política da sua vó, que manda foto fazendo panelaço na janela.

whats11

 5- A ansiedade pelo rápido retorno

Se há 10 anos a gente só sabia quem se comunicava através do telefone ou da secretaria eletrônica e retornava a ligação num horário propício (depois do banho, da novela ou da janta), hoje tem gente que acha quase inadmissível você não responder de forma instantânea, ainda mais com o indicador de visualização de mensagens que gera uma ansiedade que antes não tínhamos.

6- O recurso de voz quando engasga no meio

Quem nunca se irritou com a mensagem de voz sendo interrompida quando a luz do celular apaga? Mas depois de anos tratando a ferramenta como Nextel você descobre que se tratá-la como telefone e colocá-la no ouvido, a mensagem de voz vai até o fim mesmo com o visor apagado.

7- Diálogos de 4 frases demoram 2 semanas para se concluírem

O Whatsapp permite uma interação que revela nosso lado vingativinho ou a nossa capacidade de fazer pactos (de atraso) silenciosos. A pessoa demora e você começa a demorar pra responder também e então estabelecemos diálogos de 4 frases que demoram 2 semanas para terminarem.

8- A selfie de voz

O recurso de voz pode também revelar nosso narcisismo vocal. Eu tenho a mania de ouvir mensagem por mensagem de voz que EU mando. É grave doutor?

9- Buzinadas e acidentes de trânsito

Quem nunca tomou uma buzinada porque o farol abriu e tava escrevendo uma mensagem pra alguém? Aliás, mesmo não tendo esses dados formalmente, que tal parar pra pensar quantos acidentes o Whatsapp já ajudou a causar? Tudo bem que apareceu o recurso de voz mostrando-se uma ótima alternativa para não comprometer nossa direção ótica e assim evitar acidentes de trânsito, e justamente por isso, ótima para causar acidentes de trânsito.

10- To com preguiça,vou de emoji

Um emoji não é apenas um enfeite fofo para interações, ele serve também como um recurso de abreviação de uma conversa ou até para uma ironia. Funciona bem quando você não tem a palavra certa pra traduzir um sentimento e tasca uma carinha, ou tá sem saco para derramamentos ou declarações e lacra tudo com o bom e velho emoticon heart.

whats14

11- “Não minta pra mim, eu tenho o print”

O print já existia há séculos, mas com a função oferecida no celular, ele passou a servir para novos propósitos. É usado como: registro para não se esquecer de algo que gostou,  prova contundente de traição, culpa no cartório ou conversas comprometedoras e também como pauta de zueira coletiva em chats quando alguém vê algo engraçado e quer compartilhar com todos. Sou desses que acham que o print ainda será uma perigosa arma de destruição de lares.

12- Responder por telepatia

É engraçado como geralmente a gente responde não por ordem de chegada, mas de prioridade. Não raro deixamos também uma mensagem importante passar pra responder com calma e esquece para sempre. E tem o bom e velho responder em pensamento ou telepatia junto da certeza absoluta de que você respondeu aquela mensagem de verdade.

13- Perder o fio da meada e pular partes importantes

Você passou o dia sem olhar seu celular, e quando abre a tela com todos os grupos, um está com 1654 mensagens, outro 543, outro 21 e você resolve que não vai ler tudo, ou vai fingir que leu tudo e mais tarde descobre que pulou algo importante – tipo sua amiga contou que estava grávida e você não leu. Ou quando o papo ta chato, não te interessa e você não ta com vontade de interagir e “simula” um sumiço.

14- Sair do grupo pra chamar atenção

Se na vida real sempre tinha um elemento que quando contrariado fazia bico, cruzava os braços e virava a cara pra todo mundo, na vida virtual esse comportamento é sintetizado por um simples “sair do grupo” pra ver se alguém “corre atrás” e coloca a pessoa de volta. Isso também se chama “querer confete” ou “testar amizade”.

15- As gafes do corretor

O corretor pode causar gafes engraçadas a ponto de gerar sites somente dedicados a essas pérolas, mas ele também pode ser um “laranja” pros nossos erros gramaticais. Você escreve algo errado sem perceber, desconfia do erro e joga no Google pra saber se errou mesmo, não da pra editar e então você se justifica botando a culpa no “maldito corretor”.

whats12

16- Traindo a namorada com a moça do Google Maps

Essa é clássica, você ta conversando por voz com alguém e de repente ouve um “vire a esquerda na Avenida Rebouças” ou “o seu destino estará em 200 metros” atravessando o papo. Sorte que todos já conhecemos a voz da moça do Google Maps, caso contrário pessoas ciumentas teriam surtos de desconfiança. Mas e se eu disser que eu tenho amiga que sente ciúme dessa voz acompanhando o namorado?

17 – Mandar mensagem pra pessoa errada, justamente a única pessoa que não podia

Tá! Mandar mensagem pra pessoa errada é normal, mas pensa numa situação em que você vai falar mal da pessoa A pra pessoa B e está pensando tanto na pessoa A que acaba mandando a mensagem maldosa sobre a pessoa A pra própria pessoa A. Se isso nunca lhe aconteceu, CUIDADO!

TEXTO DEEduardo Benesi
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS