12 coisas que só pessoas que pensam demais entendem

E ali está você, indo fazer algo, quando de repente… Opa. Será que você devia fazer isso primeiro ou ir fazer outra coisa?

Você é do tipo de pessoa que quando tem muitas coisas para fazer, acaba pensando demais e fazendo de menos? Então, provavelmente irá se identificar com os itens abaixo:

1. Ouvimos o tempo todo: “Escolhelogo!”, “Vamos, rápido!”

Se você é do tipo de pessoa que pensa demais, provavelmente já ouviu muitas vezes coisas desse tipo. As pessoas apressadas e rápidas, acabam achando que é fácil escolher e agilizar tudo. Mas o tempo é uma tortura para quem fica pensando em todos os detalhes, além disso, só a ideia de ter tempo para algo, torna a situação ainda maiscomplicada, afinal, agora você ainda tem mais a preocupação do horário.

2. Não conseguimos dormir se fizemos escolhas “erradas”.

Toda escolha é vital, e a vida é feita delas. Então, só de imaginar ter escolhido errado, já é o suficiente para encher a cabeça daqueles que pensam demais nas coisas. Afinal, começam surgir possibilidades absurdas e situações inusitadas em nossa mente.

3. Não consideramos a tomada de decisão uma questão de branco e preto.

Nada é tão definitivo assim. Existem sempre outras opções, e quem pensa demais enxerga todo o espectro de possibilidades. Muita pessoas acham que pensar demais é um incômodo, mas na realidade pode ser uma bênção.

Vemos inúmeras possibilidades, em vez de uma mera solução ou opção.

4. Somos a melhor pessoa para dar conselhos.

Aquelas pessoas que pensam muito nunca se surpreendem quando alguém vai pedir conselhos. Afinal, já sabem por que vão até elas com suas brigas domésticas e dramas familiares – porque justamente por pensar demais, a pessoa irá dissecar a situação e analisar todas as implicações.

Além disso, todo mundo adora quando outras pessoas param para refletir sobre seus dilemas, isso dá uma sensação de importância.

5. Às vezes preferimos que os outros escolham pela gente.

As pessoas que pensam demais sabem por que a frase: “Pode escolher” não só ajuda, como salva. Às vezes, tudo que queremos é que a outra pessoa escolha pela gente, pois assim não teremos de examinar mentalmente todas as possibilidades (o que, aliás, é muito cansativo).

Ficamos felizes quando alguém decide algo trivial como o restaurante onde vamos almoçar.

6. As “grandes” decisões são fáceis.

O estranho das pessoas que pensam demais é que quando se trata daquelas decisões decisivas, elas conseguem identificar aquilo que querem rapidamente. Na verdade, o que faz com que elas fiquem ansiosas, são as coisas bobas do cotidiano.

Grandes decisões são empolgantes e poderosas, mas as pequenas decisões nos enchem de ansiedade.

7. Nos arrependemos, nos arrependemos, nos arrependemos.

Ah, do arrependimento ninguém se escapa. Depois daquela decisão importante, vamos debater mentalmente se fomos impulsivos demais ou se fizemos a escolha certa. Às vezes, nos arrependemos e duvidamos do nosso instinto.

8. Precisamos racionalizar sempre.

Só quem pensa demais, consegue entender por que mesmo após algo incrível acontecer, gostamos de parar para pensar como aquilo aconteceu, se vai acontecer de novo e se merecemos.

9. Nossa mente é uma constante batalha.

Nosso instinto está sempre presente. E “confie em mim” é o que ouvimos da primeira vez que consultamos nosso cérebro sobre alguma coisa. Mas o problema é que nossas preocupações tendem a tomar o lugar da sanidade e, de repente, está rolando uma batalha de escolhas dentro da nossa cabeça.

10. Temos a consciência que nosso comportamento é irritante.

Sabemos o quão irritante pode ser não saber sequer qual sabor de sorvete queremos, mas isso é inevitável. Na realidade, quando outras pessoas escolhem com facilidade, queremos ser da mesma maneira.

11. Sabemos o valor de não ser apressado.

Quem pensa demais, conhece os pontos positivos e negativos dessa característica, afinal, já pensou nisso. Quem pensa muito, costuma ter mais calma e sabe o valor e importância disso.

Não menospreze quem pensa demais, porque um dia você vai se arrepender das escolhas que fez e nós estaremos oferecendo nosso ombro pra você: “Sei como é”.

12. Não gostamos de vendedores que mostram “mais opções”.

Quando aqueles vendedores desesperados pela venda resolvem dizer que há várias opções, temos vontade de assassiná-los. Sério? Mais opções? Já estava difícil com as três que você mostrou, calma homem.

FONTEEquilíbrio Em Vida
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS